Saúde Bucal

28/02/2016 05:00 - Atualizado em 23/11/2016 10:37

Veja como arrancar um dente de leite corretamente

Dentistas indicam que é preciso esperar o tempo certo do amolecimento.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabe como arrancar um dente de leite sem machucar a gengiva sensível da criança? A troca da dentição pode ser complicada, então o melhor a fazer é não causar traumas.

A dentição decídua surge em uma ordem que costuma variar de pequeno para pequeno. Algumas crianças começam a mostrar os dentinhos aos quatro meses de vida, enquanto outras podem demorar até um ano.

Essa variação, de acordo com a cirurgiã-dentista Júlia Abreu, também vale para o momento da substituição pela dentição definitiva. “Ela depende da reabsorção da raiz do dente e da formação do dente permanente”, explica.

como arrancar um dente: menina no dentista

Como arrancar um dente de leite

Para arrancar um dente da criança, você deve esperar pelo momento certo. O processo de queda já está avançado quando o dentinho fica naturalmente mole e frouxo. É nessa hora que você deve agir. “Muitos pais, inclusive os meus, usavam a técnica de amarrar um fio dental e puxar”, comenta a dentista. Outra opção recomendada por Júlia é a remoção com o auxílio de uma gaze.

Ou seja, remover os dentes de leite em casa é simples, mas desde que eles já estejam caindo. Isso, de acordo com a cirurgiã-dentista, é mais provável de acontecer primeiro com os da frente, pois eles são constituídos por apenas uma raiz.

É normal que a área da extração fique vermelha e sensível no primeiro dia. Pode, inclusive, ocorrer sangramentos leves. Porém, é importante ficar de olho. “Sempre que algo parecer diferente do esperado, os pais devem procurar o odontopediatra”, adverte a profissional. O manuseio também deve ser cuidadoso e o pequeno deve ser instruído a não levar as mãos sujas à boca.

E quando não é possível?

Se não der para arrancar um dente em casa, o mais indicado é levar a criança a um odontopediatra. Ele poderá avaliar a dentição e a necessidade de fazer alguma extração no consultório. Em muitos casos, a raiz não é totalmente absorvida e, por isso, é necessária a aplicação de anestesia para a remoção dos dentes. O processo é praticamente indolor.

Se o seu filho já está ansioso para ter uma “janelinha”, converse com ele e explique sobre a importância de esperar pelo momento certo. Forçar a retirada é uma atitude perigosa e que pode ocasionar infecções e machucados. Para ensinar de maneira lúdica, lance mão de livros ou de historinhas como a da Fada do Dente.

É fundamental contar com o acompanhamento de um dentista para observar se a erupção dentária está em ordem e no tempo correto. O profissional também consegue verificar se todos os dentes permanentes estão ali. Marque consultas a cada seis meses.

Gostou das dicas? Então aproveite para compartilhar o artigo com seus seguidores nas redes sociais! Se tiver dúvidas ou sugestões sobre o assunto, deixe um comentário abaixo. E aproveite para conferir outras novidades de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
dentição decídua
dentes de leite
odontopediatria
dentista

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ