Saúde Bucal

17/03/2016 12:00 - Atualizado em 30/11/2016 09:48

Prevenir o tártaro evita doenças da gengiva

Escovar os dentes e utilizar o fio dental são dicas básicas e eficientes para prevenir o problema.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Conversar com alguém conhecido e prestar atenção ao sorriso da pessoa pode trazer surpresas ruins. Se você enxergar plaquinhas amareladas ou esbranquiçadas perto da gengiva, é porque seu amigo está com tártaro. Se não tratado, esse problema pode levar a doenças graves.

Ele acontece quando a placa bacteriana fica endurecida sobre a superfície dos dentes. Quem explica é a dentista Júlia Abreu. “O tártaro pode trazer um prejuízo estético, pois usualmente fica manchado e visível", descreve ela, lembrando que esse problema também pode ser a causa de inflamação gengival e mau hálito. A seguir, veja como corrigi-lo e preveni-lo.

dentista remove tártaro de paciente

Os perigos do tártaro

A placa bacteriana é uma massa pegajosa e sem cor que se acumula sobre os dentes. Ela é formada por bactérias e restos de alimentos que não foram removidos durante a escovação. “A nossa saliva contém muitos sais minerais, que mineralizam a placa bacteriana, formando o tártaro. Portanto, é muito importante que não deixemos a placa se acumular na superfície dos dentes”, alerta Júlia.

Além de não ser agradável visualmente, o tártaro pode causar consequências mais graves para a saúde dental. “Ele também pode acarretar problemas periodontais, pois se forma sob a gengiva em estágios avançados”, destaca a dentista. A inflamação severa da região pode levar, inclusive, à perda dos dentes.

Acabe com o problema

Quando a placa já está mineralizada, a remoção é feita pelo dentista. Instrumentos específicos - as curetas - e ultrassom podem ser necessários para a retirada da massa endurecida. Para não chegar a esse ponto, é importante que você fique de olho no seu sorriso e mantenha cuidados diários para evitar a formação do tártaro.

“O paciente deve fazer uma boa escovação após as refeições e usar fio dental diariamente, pois ele chega a lugares que escova de dentes não alcança”, lembra Júlia. Diminuir o consumo de alimentos ricos em açúcar e em amido é outra maneira de controlar o aparecimento das placas. Ainda, pastas de dente específicas para controlar o quadro podem ser indicadas.

Quem fuma e não abre mão de um cafezinho pode ter seu sorriso ainda mais prejudicado pelo tártaro. Esses hábitos influenciam na tonalidade dos dentes e da placa bacteriana. Por isso, largue o cigarro e prefira bebidas como água e sucos naturais. E não se esqueça, é claro, de se consultar com um especialista periodicamente.

“É bem importante visitar seu dentista de seis em seis meses para revisão, possível diagnóstico e limpeza”, finaliza Júlia.

E aí, que tal marcar a sua consulta? Se gostou do artigo, aproveite para compartilhar as informações com seus amigos nas redes sociais! E não se esqueça de acompanhar outras dicas de saúde e beleza aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
placa bacteriana
dentes amarelos
escovação
higiene bucal

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ