Saúde Bucal

02/04/2016 12:00 - Atualizado em 02/12/2016 12:41

Feridas e manchas indicam doenças na boca

Sintomas muitas vezes negligenciados podem indicar algo mais sério.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Doenças na boca são mais comuns do que você pensa. E, apesar de o câncer ser a mais grave, outros males também atingem a área do corpo que é o nosso cartão de visitas. A periodontite, por exemplo, é um problema sério que também exige atenção.

Alguns sintomas, por vezes, são negligenciados. Entre eles, há redução da produção de saliva, mau hálito, aftas e feridas constantes e manchas nos dentes, na língua e nas bochechas. Sem tratamento, o quadro pode se agravar e dar origem a malefícios bucais mais importantes. Saiba como se proteger.

doenças na boca

Doenças na boca e suas complexidades

Para a médica Eliane Pedra Dias, membro da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP), a maior parte dos brasileiros desconhece as principais doenças da boca e negligencia sintomas importantes. Segundo ela, esse desconhecimento pode chegar a ser perigoso, já que os malefícios bucais podem ter diferentes graus de complexidade e de gravidade.

“A boca, como qualquer outra parte do nosso corpo, está sujeita a diversos tipos de doenças, algumas bem perigosas. Muitos não sabem que o câncer também pode ocorrer na boca. Essa neoplasia é indolor no estágio inicial e sua possibilidade de cura ou melhor controle está diretamente associada a um diagnóstico precoce”, conta.

Justamente porque a doença é silenciosa no princípio, muitas pessoas demoram a procurar um especialista. Algumas, inclusive, acabam por se automedicar, o que pode ser um risco. Mesmo que não sejam necessariamente prejudiciais para a saúde do paciente, as alternativas caseiras podem retardar o diagnóstico e o início de um tratamento adequado.

A demora na busca por apoio médico e odontológico pode trazer riscos variáveis para a saúde do paciente, dependendo da complexidade e da gravidade da doença em questão. De acordo com Eliana, esse risco pode ir do mínimo - como no caso de aftas, que podem melhorar em uma semana - até o elevado - caso de feridas e câncer de boca.

Existem, ainda, complicações associadas. As mesmas aftas devem ser tratadas com atenção se forem persistentes, recorrentes ou em grandes tamanhos. “Outro exemplo é o herpes labial. As feridas cicatrizam em até 15 dias independentemente de qualquer tratamento, mas, em pacientes com AIDS, podem persistir como úlceras que não cicatrizam”, explica a especialista.

cigarro causa doenças na boca

Cigarro causa doenças na boca

Se o descaso com os sintomas e a demora pela busca de ajuda médica já são grandes responsáveis pelo agravamento de doenças na boca, talvez o principal vilão dessa história seja o cigarro.

Além do câncer bucal, estimativas apontam que os fumantes têm quatro vezes mais chances de terem periodontite, doença que destrói os ossos de sustentação dos dentes. Segundo o ortodontista Gerson Köhler, isso acontece porque o fumo estimula a descamação da mucosa, causando alterações na gengiva e outros problemas dentários.

“A periodontite é um processo inflamatório da gengiva e dos tecidos que sustentam os dentes e que pode causar a exposição das raízes dentárias, o aumento da mobilidade dos dentes e até sua perda”, completa o especialista.

Manchas nos dentes, na língua e nas bochechas, redução da produção de saliva, ferimentos e até alteração do gosto dos alimentos, devido à atrofia das papilas gustativas, são outros fatores causados pelo tabagismo.

Gostou do artigo? Então aproveite para compartilhar as informações com seus amigos nas redes sociais! Se restou alguma dúvida, é só deixar um comentário abaixo. E não se esqueça de conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
feridas na boca
herpes
aftas
cigarro

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ