Saúde Bucal

08/10/2015 08:39 - Atualizado em 30/11/2016 10:51

Entenda possíveis causas da afta e conheça tratamentos

As lesões doloridas na boca podem ser prevenidas com hábitos saudáveis.

POR

Redação

  • +A
  • -A

As causas da afta ainda são um mistério. Essas lesões doloridas que aparecem na boca acometem cerca de 20% da população mundial. Apesar de rotineiras, porém, demandam alguns cuidados.

Em alguns casos, aftas recorrentes podem ser indicativo de baixa imunidade. Saiba mais sobre o assunto e descubra como tratar as feridas.

mulher com dor na boca nao sabe as causas da afta

Causas da afta não são conhecidas

As lesões são divididas em três formas clínicas: afta menor, maior e hipertiforme. Segundo a cirurgiã-dentista Júlia Abreu, a mais frequente é a menor. Ela tem a duração de até dez dias e costuma ter diâmetro de um centímetro.

As causas da afta ainda são desconhecidas. O que se sabe, no entanto, é que as lesões podem ser desencadeadas por traumas mecânicos, alimentos cítricos ou apimentadas e baixa imunidade. “Se as aftas aparecem com muita frequência, pode ser um indício de uma imunodesregulação. Caso isso ocorra, um profissional deve ser consultado”, alerta a especialista.

Saiba Mais
Mau hálito e aftas no bebê? Pode ser estomatite
Afta na gengiva: entenda as causas e reconheça os sintomas
Aprenda como evitar aftas na boca

O cirurgião-dentista procura meios para ajudar na cicatrização e encurtar a duração da úlcera, diminuindo a dor e permitindo uma alimentação normal.

Se a causa for traumática, ocasionada por dente fraturado, aparelho ortodôntico ou uma prótese mal adaptada, o profissional pode simplesmente remover o desencadeador da afta. Já em casos de lesões por motivos desconhecidos, a recomendação é deixar de lado comidas apimentadas ou bebidas ácidas, por exemplo.

“Também deve existir o cuidado para não tocar na lesão com a escova de dentes ou com os alimentos durante a mastigação, pois isso pode aumentar a dor e a duração da ferida”, destaca Júlia.

causas da afta

Tratamentos para afta

Se as aftas se tornarem frequentes, o paciente deve dar inicio a uma investigação das causas junto ao cirurgião-dentista. O tratamento com corticoides de uso tópico ou sistêmico é bastante frequente para lesões de afta, mas “varia de acordo com o histórico de cada paciente”, lembra a especialista.

Segundo Júlia, entender as possíveis causas da afta é indispensável para o tratamento. “A aparição das aftas varia muito de acordo com o perfil imune de cada pessoa”, explica. O quadro de evolução da inflamação também pode piorar, por isso “é muito importante deixar a lesão terminar seu ciclo, que dura de sete a dez dias”.

Ou seja: para evitar problemas, deixe a úlcera evoluir normalmente. Caso demore, entre em contato com um profissional. “Consulte seu dentista antes de aplicar ou tomar qualquer tipo de medicação ou usar qualquer tipo de receita caseira”, alerta Júlia.

Para potencializar a saúde e prevenir as dores no interior da boca, também vale apostar em um cardápio saudável e no consumo regular de água.

O que você achou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde bucal
feridas na boca
ortodontia
como tratar aftas

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ