Dr. Paulo Faria

ESPECIALIDADE

Ortodontia

Ortopedia facial

ONDE ATENDE

Rua Brás 190, Pauliceia - São Bernardo do Campo

Dr. Paulo Faria

Apresentação

Possui 27 anos de formação, com dedicação exclusiva à Ortodontia desde 1997. É palestrante do CIOSP, o maior Congresso de Ortodontia do Brasil, e para a empresa OrthoMundi, com mais de 260 palestras realizadas no Brasil e exterior (EUA, Panamá e Argentina). Dá aulas via web para profissionais da Venezuela e Colômbia.

O que Trata

Ortodontia e Ortopedia Facial, com ênfase em Ortodontia Miofuncional.

Formação Acadêmica

Graduação em Odontologia, Pós-graduação em Ortodontia e Ortopedia facial, Habilitação em Homeopatia pelo CFO.

Cargos e Títulos

Myobrace Certified Provider.

Saúde Bucal

23/03/2015 06:00 - Atualizado em 01/12/2016 09:02

Dúvidas sobre dentes de leite nunca mais!

Desde a primeira dentição entenda mais sobre seus dentes e saiba orientar melhor hábitos saudáveis para quem está na fase do desenvolvimento.

POR

Dr. Paulo Faria

  • +A
  • -A

Esse artigo aqui é especialmente para mamães e papais que ficam super preocupados com a troca dos dentes de leite da criançada. "Será que está caindo na hora certa?", "Será que está demorando a nascer o outro dente?", "Será que estamos cuidando bem da saúde bucal dos pequenos?". Ufa... Calma, calma, calma! O ortodontista Paulo Faria, da Rede Vivo Mais Saudável de especialistas, esclarece o tema.

Ao mesmo tempo em que surgem os primeiros dentes de seus filhos, surgem também muitas dúvidas sobre os cuidados necessários: quando os dentes começam a nascer, quantos são, quando começar a escovar, qual tipo de escova e pasta de dentes usar, se tem cárie, se os dentes têm raiz, se o uso da chupeta faz mal, se o dente de leite pode nascer torto...

Dentes de leite: o que você precisa saber

Para facilitar o entendimento de tantas dúvidas, esclareço aos pais que os dentes de leite ou decíduos devem receber cuidados semelhantes aos permanentes. Para isso, precisamos entender como eles são formados:

Os dentes de leite se formam ainda no útero materno, entre a 4° e 5° semana de gestação. Os primeiros dentinhos podem aparecer a partir do 6° mês de vida do bebê, variando em alguns casos. Nesta fase, ocorrem alguns desconfortos para a criança, como irritação, coceira nas gengivas, diarreia e até pequenos episódios de febre. Para aliviar os sintomas locais, os mordedores são bem-vindos. Pode acontecer de alguns bebês já nascerem com dente, o chamado “dente neonatal”. Caso isso aconteça, procure um odontopediatra.

Higiene bucal: dicas e cuidados

Não devemos esperar o primeiro dente nascer para iniciar a higiene bucal. Desde o primeiro mês de vida do bebê, já podemos limpar sua gengiva com gaze ou fralda limpa embebida em água filtrada, massageando a gengiva e limpando-a após cada mamada.

Quando o primeiro dente nasce, os papais e as mamães já podem começar a escovação, utilizando escovas adequadas à idade. Nesta fase, ainda não use pasta, pois a criança ainda não tem total controle sobre a deglutição.

Torne o momento da escovação o mais agradável possível, fazendo a escovação em família, já que as crianças tendem a imitar o que os pais fazem. Por volta de 1 ano e meio, a criança já pode fazer uso de pasta dental. Opte por uma pasta sem flúor, pois o excesso absorvido pelo organismo pode causar fluorose (manchas escuras no esmalte). Não se esqueça de estimular seu filho elogiando ao final da escovação.

Leia também sobre Alimentação Infantil

Bons hábitos para dentes saudáveis

  • Amamentar no seio por, no mínimo, 6 meses. Até os seis meses, o bebê não tem necessidade de outro tipo de alimento, nem água, chás ou sucos;
  • Se for necessário a alimentação fora do seio, o leite deve ser oferecido em copos ou em colheres;
  • Seguir sempre a recomendação do pediatra sobre a introdução de alimentos sólidos;
  • Não oferecer produtos ricos em açúcar às crianças, principalmente à noite;
  • Evitar ao máximo o consumo de refrigerante, pois ele é rico em ácido fosfórico, substância que causa desmineralização do esmalte do dente, iniciando o processo de formação da cárie;
  • Não oferecer chupetas e mamadeiras ao bebê, pois o uso acarretará na mudança da respiração. Como consequência, pode ocorrer o desenvolvimento incorreto da face, tornando o rosto da criança menos atraente, além de alterar o posicionamento dos dentes.

Como os dentes se estruturam na boca

Os dentes de leite têm a mesma estrutura dos permanentes, só que em uma escala menor. Eles têm esmalte, dentina, nervos, veias, artérias e raiz. Por isso, estão sujeitos ao tratamento de cáries e de canal, mesmo sendo temporários.

Dentes de leite em boas condições e no lugar certo garantem que a dentição permanente será bem desenvolvida. Não devemos esquecer que também é importante entender como ocorre a troca dos dentes de leite para os permanentes. 

Troca dos dentes de leite

Por volta de 5 a 6 anos de idade, os dentes de leite começam a ser substituídos pelos dentes permanentes. Nesta fase, chamada de dentição mista, os dentes de leite conviverão com os permanentes, que são bem maiores, e as arcadas passarão por mudanças.

Processos fisiológicos estimulam a reabsorção das raízes dos dentes de leite, provocando a sua queda e consequentemente, a substituição pelos permanentes. É sempre melhor esperar o dente de leite cair naturalmente. Incentive a criança a tirá-lo sem medo.
Os dentes de leite devem ser bem cuidados, pois eles interferem na saúde dos permanentes. Dentes bem posicionados dão um equilíbrio harmônico ao crescimento das estruturas do rosto.

Informações importantes

  • Se um dente for perdido por algum tipo de trauma, armazene o dente ou o pedaço dele em soro fisiológico ou leite e procure um cirurgião-dentista para realizar uma radiografia da região atingida e avaliar qual o melhor procedimento a ser feito;
  • O uso da mamadeira e da chupeta pode entortar os dentes, pois a sucção exercida no uso interfere na respiração e na posição da língua e dos lábios;
  • Sempre que houver alguma dúvida relacionada à saúde bucal se seu filho, procure um dentista.

 

Gostou do artigo? Comente, interaja, compartilhe! Acompanhe os especialistas da Rede Vivo Mais Saudável também pelo Google + do Vivo Mais Saudável e não deixe de curtir nossa página no facebook.

 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ