Saúde Bucal

08/02/2016 07:00 - Atualizado em 04/12/2016 03:41

Dor na gengiva: Entenda as causas desse sintoma

Aftas, inflamações, traumas e doenças virais podem causar o problema.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Qualquer sensibilidade na boca, por menor que seja, já é motivo para incômodo. Quando o assunto é dor na gengiva, então, não poderia ser diferente. O problema maior é que esse sintoma nunca é isolado, podendo indicar alguma doença grave.

Continue a leitura e descubra as causas para essa dor. Veja também como tratar e prevenir o quadro.

Dor na gengiva? Fique de olho!

Uma das principais causas para a dor na gengiva é a gengivite. Segundo a dentista Laura Mello Guimarães Adams, especialista em prótese dentária, trata-se da inflamação do tecido gengival, devido ao acúmulo de placa bacteriana sobre o dente.

A gengivite costuma ser causada pela má escovação e pela falta do uso de fio dental. Os principais sintomas desse problema, além da dor, são inchaço, vermelhidão e sangramento ao escovar os dentes ou mastigar.

Além dessa origem, a dor na gengiva também pode ser resultado de aftas, úlceras ou herpes bucal. Ainda, traumas podem causar o problema, sendo os mais comuns os machucados com escova de dentes, fio dental, palito ou talher.

mulher com dor na gengiva

Mantenha a saúde bucal

O segredo para evitar dores na gengiva está numa boa higiene bucal. Assim que houver alterações importantes na boca, é necessário começar o tratamento com o seu dentista. “Quando a gengivite é negligenciada, ela evolui para uma periodontite, estendendo a inflamação para os tecidos de sustentação dos dentes”, explica Laura.

Se, além de inchaço e sangramento, você observar retrações gengivais e mobilidade de alguns dentes, pode estar com periodontite. Ela também pode ser tratada, mas a reversão dos danos é mais difícil, exigindo terapia periodontal, comprometimento do paciente com a higiene e acompanhamento profissional constante.

“Fumantes e diabéticos estão mais susceptíveis à doença periodontal, mas ela pode ocorrer em qualquer indivíduo que descuide da higiene bucal por muito tempo”, alerta a especialista. Para prevenir essas e outras doenças bucais, deve-se investir em cuidados diários.

A maioria dos danos pode ser revertida, se tratada precocemente. Por isso, aliada aos hábitos de higiene, a consulta semestral ao dentista é a medida mais indicada. “Sempre consulte um profissional ao observar qualquer ferida, mancha ou nódulo na região orofacial, dentro ou ao redor da boca, que não desapareça em 15 dias”, indica Laura.

Doenças sistêmicas, como sífilis e AIDS, podem ser diagnosticadas a partir de lesões bucais. O câncer de boca também pode ser identificado dessa maneira.

Tirou suas dúvidas sobre a dor na gengiva? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
inflamação
gengivite
afta
herpes

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ