Saúde Bucal

22/03/2016 01:00 - Atualizado em 03/12/2016 08:04

Doença periodontal compromete a integridade dos dentes

Começando como gengivite, o problema pode culminar com a perda dos dentes.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma pequena bactéria pode comprometer bastante a saúde bucal. Ao desenvolver uma série de problemas inflamatórios, a placa bacteriana se instala de modo a causar a doença periodontal, um problema que afeta o tecido da gengiva e pode levar à perda dos dentes.

Quando evolui, a doença acaba prejudicando os tecidos de suporte e de sustentação da boca, o que exige implantes dentários. Saiba como esse problema se desenvolve, como evitá-lo e quando se preocupar.

dentista limpa boca de pessoa com doença periodontal

Conheça os estágios da doença periodontal

De acordo com o Índice Periodontal Comunitário, um levantamento feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a doença periodontal atinge todos os públicos, desde os 12 até os 75 anos de idade. Entre os brasileiros, cerca de 47% da população já apresentaram algum sintoma do problema, como sangramentos e desgaste da gengiva.

O primeiro estágio ocorre com a inflamação decorrente da placa bacteriana que se forma nas margens do tecido gengival. Essa condição é chamada de gengivite e requer escovação diária e uso de flúor no consultório odontológico para ser tratada. Caso contrário, a placa produz toxinas que irritam a boca e pioram o quadro.

Num segundo momento, a periodontite pode se manifestar, danificando as fibras de sustentação e os ossos dentários. Ao redor da gengiva, formam-se bolsas que guardam resíduos da placa bacteriana. Alguns casos também vêm acompanhados de sangramento. Higiene bucal e acompanhamento médico são fundamentais para reverter esse estágio.

A etapa avançada da doença periodontal compromete os ossos que sustentam os dentes, fazendo com que eles se separem, mudem de lugar ou caiam. A fala e a alimentação são prejudicadas, e a pessoa pode perder toda a dentição.

infográfico doença periodontal

Como prevenir a doença periodontal

É possível diagnosticar a doença periodontal com o uso de uma sonda específica em toda a região da boca. A sondagem é feita de forma circunferencial, em todos os dentes. A gengiva saudável mantém uma coloração rosada clara, mas ainda assim pode esconder perdas ósseas, que deixam os dentes doentes.

Depois da sondagem, caso ela mostre problemas no osso que formem bolsas periodontais, o dentista pede radiografias odontológicas para completar o diagnóstico. Porém, apenas observando a boca e cuidando bem dos dentes, da gengiva e da língua, é possível evitar que a doença se manifeste.

Quando ainda está nos estágios iniciais da gengivite, o tratamento pode reverter a situação da doença apenas pela escovação correta e pelo uso de fio dental. Com a higiene em dia, a placa não se forma e a bactéria não se dissemina.

No dentista, uma limpeza profissional também é capaz de remover placas e tártaros que tenham se formado. Com os dentes limpos, ele aplica uma raspagem em cima e abaixo da gengiva para não deixar resquícios dos agentes nocivos. Casos sérios exigem um aplainamento das raízes nas partes profundas para que as irregularidades nos dentes não espalhem a bactéria.

Antes que a doença periodontal se desenvolva, é fundamental manter visitas periódicas ao dentista e cuidar  da limpeza bucal. Escove os dentes suavemente sempre após as refeições e utilize fio dental pelo menos uma vez ao dia. Tratamentos para casos avançados apenas podem ser recomendados por profissionais.

Gostou das dicas de saúde? Então aproveite para compartilhar o artigo nas redes sociais! E não se esqueça de conferir outras novidades sobre cuidados com os dentes aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
gengivite
periodontite
gengiva inflamada
perda dos dentes

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ