Dr. Paulo Faria

ESPECIALIDADE

Ortodontia

Ortopedia facial

ONDE ATENDE

Rua Brás 190, Pauliceia - São Bernardo do Campo

Dr. Paulo Faria

Apresentação

Possui 27 anos de formação, com dedicação exclusiva à Ortodontia desde 1997. É palestrante do CIOSP, o maior Congresso de Ortodontia do Brasil, e para a empresa OrthoMundi, com mais de 260 palestras realizadas no Brasil e exterior (EUA, Panamá e Argentina). Dá aulas via web para profissionais da Venezuela e Colômbia.

O que Trata

Ortodontia e Ortopedia Facial, com ênfase em Ortodontia Miofuncional.

Formação Acadêmica

Graduação em Odontologia, Pós-graduação em Ortodontia e Ortopedia facial, Habilitação em Homeopatia pelo CFO.

Cargos e Títulos

Myobrace Certified Provider.

Saúde Bucal

17/11/2015 06:00 - Atualizado em 02/12/2016 09:45

Conheça os riscos de fazer clareamento dental em casa

Anvisa proibiu a venda de clareador dental sem prescrição odontológica. Veja o novo regulamento abaixo.

POR

Dr. Paulo Faria

  • +A
  • -A

Quem nunca pensou em ter seus dentes muito mais brancos do que na realidade são?

Hoje isso é uma realidade, procedimentos estéticos estão cada vez mais na moda, todos querem clareamento dental!

Quem nunca buscou na internet o termo “clareamento de dentes”?

Esse é um desejo cada vez mais presente para a grande maioria das pessoas. A mídia cada vez mais mostra artistas, grandes formadores de opinião, com os dentes cada vez mais brancos. É perfeitamente natural querer ter dentes como os deles.

Quando buscamos o termo “clareamento dental” na internet, nos deparamos com mais de 586.000 resultados e o termo “clareamento dental caseiro” nos mostra mais de 448.000 resultados. Dentre os resultados do “clareamento dental caseiro”, cerca de 133.000 buscam o tratamento sem o dentista. Aí é que as coisas começam a sair do controle, infelizmente.

Encontramos receitas caseiras com bicarbonato de sódio, carvão vegetal, água oxigenada, limão entre outras substâncias. Elas têm em comum o fato de serem abrasivas ou ácidas demais. Também podemos encontrar e comprar, o que é pior, substâncias de uso controlado sem aval da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), muitas vezes importadas na forma de kits, com moldeiras e dispositivos que emitem uma luz desconhecida e imita equipamentos de dentistas.

As moldeiras que acompanham o kit de clareamento caseiro não se adaptam perfeitamente aos dentes, como as que são elaboradas em consultório. Por conta disso, o gel pode escorrer para a cavidade bucal, não sendo bem distribuído por todos os dentes (em geral somente nos anteriores), além de poder ser ingerido e causar dores de estômago.

Os cirurgiões-dentistas são os únicos profissionais aptos a realizar clareamentos dentários. Eles dominam várias tecnologias para o clareamento, utilizam géis certificados pela ANVISA, que podem ter concentrações de 3%a 25% dos elementos ativos. Podem ser realizados em consultório, em casa ou em uma combinação dos dois (atualmente se mostra a mais eficiente). Cada paciente tem uma necessidade, cada um tem particularidades que devem ser analisadas antes do clareamento, de modo obter o melhor resultado possível. Lembrando que restaurações e próteses não sofrem clareamento, portanto haverá diferença de cor, o que pode ser considerado um grande insucesso. Portanto, para haver sucesso, é necessário ter acompanhamento de um cirurgião-dentista. 


ATENÇÃO!

Muitas pessoas, por empolgação ou por falta de esclarecimento iniciaram clareamentos sem supervisão de um cirurgião-dentista, o resultado foi terrível, produtos de concentração muito acima que o usual causaram sensibilidade dentária muito grande, queimaduras de mucosas, falta de resultados (o menor dos problemas), perda do dinheiro investido entre outros. Fumantes tem o risco de câncer aumentado por conta de alguns produtos clareadores não certificados pela ANVISA.

Quanto ao uso das “fitas clareadoras”, os riscos são sempre menores, mas a eficácia é menor ainda.

Saiba Mais
Você sabe como escovar os dentes? Veja o que não pode faltar
Mantenha seus dentes brancos e saudáveis por muito mais tempo
Conquiste um sorriso de celebridade com os dentes de porcelana

Nova lei da Anvisa no Brasil

Em vista destes grandes problemas, a ANVISA resolveu restringir a venda dos produtos clareadores. É necessário a receita prescrita por cirurgiões-dentistas.

O que a ANVISA determina é o seguinte: a dispensação de agentes clareadores dentais contendo substâncias de peróxido de carbamida, em concentração superior a 3%, está sujeita à prescrição odontológica, que seja obrigatória na embalagem desses produtos a tarja vermelha e em destaque que precisa da prescrição odontológica para adquiri-los.

Conheça os pontos principais da resolução:

 - Determina a dispensação de agentes clareadores dentais contendo as substâncias peróxido de hidrogênio e peróxido de carbamida, em concentração superiores a 3%, sujeita à prescrição odontológica;

 - Estabelece que, na embalagem de agentes clareadores dentais previstos na resolução, conste obrigatoriamente, em tarja vermelha e em destaque, a expressão: “Venda Sob Prescrição Odontológica”;

- Fica permitida a comercialização dos produtos diretamente a cirurgiões-dentistas e pessoas jurídicas que prestem serviços odontológicos, devendo constar no documento fiscal relativo à transação o número do Conselho Regional de Odontologia da pessoa física ou jurídica adquirente;

- Os estabelecimentos licenciados poderão dispensar os agentes clareadores dentais que estejam em embalagens, ainda não adequadas a este regulamento, desde que fabricados anteriormente à vigência da resolução;

- Também fica estabelecida a restrição à propaganda a publicações que se destinem exclusivamente a profissionais de saúde (Lei 6360/76, art. 58, §1o).

A norma da ANVISA também define que a propaganda destes produtos só poderá ser veiculada em publicações dirigidas aos profissionais prescritores. Já as embalagens terão que trazer impressa a expressão “venda sob prescrição de profissional legalmente habilitado”.

- A partir desta medida, a venda destes clareadores também ficará restrita aos estabelecimentos com autorização para a venda de produtos de saúde.

Procure sempre um cirurgião-dentista, ele irá propor a você a melhor opção possível de clareamento, dentro das condutas preconizadas pela ANVISA e pelo Conselho Federal de Odontologia. Não se arrisque por pouco.


 Afinal, com qual material devo escovar os dentes?

- Devemos escovar sempre com a pasta que mais agradar ao paladar, que contenha flúor e que não seja muito abrasiva. Como identificar? Colocar um pouco de pasta entre os dedos polegares e indicadores, esfregar e sentir se existe algo parecido com "areia". Se houver, a pasta é muito abrasiva, pode causar danos ao esmalte do dente.

- Pasta de dentes que prometem clareamento devem ser avaliadas com cuidado, ou são muito abrasivas ou realmente não cumprem o que prometem, infelizmente.

- Enxaguantes podem e devem ser utilizados como complemento, não como o agente principal. Observar se não há álcool na composição, ele pode ressecar a mucosa, então dar preferência aos produtos sem álcool. Enxaguantes para clareamento não funcionam. 

- A higiene bucal ideal é: escova macia utilizada na técnica correta, fio dental sempre e por último o enxaguante.

E você, cuida bem dos seus dentes? Deixe seu comentário.

Vivo Mais Saudável.

Informação que faz bem.

TAGS
clareador dental
dentista
flúor
pasta de dente
enxaguante bucal

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ