Saúde Bucal

01/03/2016 01:00 - Atualizado em 23/11/2016 11:26

Beijar na boca pode transmitir doenças

Cuidados devem ser tomados durante todo o ano.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O Carnaval já passou, mas alguns cuidados tomados na maior festa popular brasileira precisam ser seguidos no restante do ano. Sair e beijar na boca quem você vê pela frente, por exemplo, é arriscado.

Exageros e brincadeiras à parte, a boca é a porta de entrada para muitas patologias. Por isso, todo cuidado é pouco na hora de trocar bitocas por aí. Talvez, a moléstia mais conhecida seja a mononucleose, popularmente chamada de doença do beijo. No entanto, ela não é a única. Conheça um pouco mais desse e de outros males que podem ser transmitidos por meio da saliva.

casal que vai beijar na boca

Beijar na boca exige cuidado

Segundo a infectologista do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, em São Paulo, Mariana Volpe Arnoni, pelo menos cinco doenças relevantes podem ser transmitidas ao se beijar na boca e trocar saliva. Veja quais são elas:

1. Mononucleose

A doença do beijo é causada pelo vírus Epstein-Barr (EBV), da família Herpesviridae. Ela provoca febre, dor de garganta, gânglios no pescoço e até alterações no fígado e no baço.

Além de ser transmitida ao se beijar na boca, a mononucleose também pode ocorrer por meio de transfusão sanguínea ou pela placenta, se a gestante adquire a infecção aguda. Entretanto, segundo o coordenador do Departamento de Hepatites Virais da Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), João de Mendonça, são formas menos comuns.

2. Herpes simples

Outra doença que pode ser transmitida pela saliva é o herpes simples. Tanto os vírus de tipo 1, o oral, quanto do tipo 2, o genital, podem ser adquiridos com o beijo. Os principais efeitos são lesões bolhosas na pele e nas mucosas, que podem reativar periodicamente.

3. Meningite

As meningites também têm a boca como vetor de transmissão. Elas ocorrem quando bactérias e vírus vencem as defesas do organismo e atingem as meninges, membranas que envolvem e protegem o encéfalo, a medula espinhal e outras partes do sistema nervoso central. Essa doença causa febre alta, mal-estar, vômitos e dor forte na cabeça e no pescoço.

4. Hepatite A

Causada pelo vírus VHA, a hepatite A tem como sintomas febre, dores musculares, cansaço, mal-estar, inapetência, náuseas, urina escura e vômito. Além da via oral, pode ser transmitida por meio de alimentos ou água contaminados.

5. Gripe e resfriado

Bastante comuns também, a gripe e o resfriado podem ser transmitidos via oral. O primeiro ocorre quando organismo é infectado pelo vírus Influenza, enquanto o segundo pode ser causado por vários tipos de vírus, como o rinovírus ou o coronavírus. Ambos provocam febre, dores de cabeça e no corpo, tosse, coriza, mal-estar e fraqueza.

Previna-se sem ficar na seca

Todas essa doenças têm relativa gravidade, mas fique tranquilo: você pode se prevenir desses males sem ficar na seca. Um dos cuidados sugeridos pela infectologista  Mariana Volpe Arnoni é alimentar-se da forma correta, ingerindo as vitaminas adequadas para que o corpo esteja protegido e resista a possíveis infecções

Mas fique atento! Caso note alguma alteração no corpo, e sinta alguns dos sintomas elencados acima, a recomendação da especialista é procurar atendimento médico para o tratamento adequado.

Pronto para beijar na boca sem culpa? Conte para nós o que você achou do artigo! Aproveite para compartilhá-lo com seus seguidores nas redes sociais. E não se esqueça que sempre tem novidade de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
beijo
vírus
sintomas
imunidade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ