Saúde Bucal

08/05/2015 05:08 - Atualizado em 08/12/2016 11:55

Afta na gengiva: entenda as causas e reconheça os sintomas

Carência de vitaminas B12 e ferro, diabetes e estresse emocional são algumas das causas da afta na gengiva.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma sensação incômoda na boca, que deixa a região dolorida e sensível, pode ser sinal de afta na gengiva. Também conhecida como estomatite aftosa e úlcera aftosa, ela é caracterizada por uma ferida que se forma na região bucal e que costuma ser bastante desagradável.

Com coloração amarelada, branca ou rodeada por uma linha vermelha, a maioria das aftas permanece de uma a duas semanas e costuma ser curada sem deixar cicatriz. As lesões podem ser evitadas se houver cuidado com alimentos condimentados e ácidos, restringindo ainda o consumo de álcool. Saiba mais sobre as causas e veja como enfrentar a afta na gengiva.

afta na gengiva

Causas comuns para a afta na gengiva

As aftas em geral costumam surgir em pessoas com baixa imunidade e podem ser sinais de alguma doença específica ou geradas por uso de medicamentos. Confira algumas possíveis causas da afta na gengiva:

- Lesões na boca

- Tratamentos odontológicos

- Mordidas na língua

- Escovação dos dentes com força

- Estresse emocional

- Carência de vitaminas (vitamina B12, ácido fólico e ferro)

- Alergias a algum tipo de comida

- Mudança nos hormônios e menstruação.

Além dessas causas, as pessoas com o vírus HIV são mais propensas a desenvolver aftas. Esse tipo de lesão pode ser um dos primeiros sinais da ação do vírus no organismo, pois ele ataca diretamente o sistema imunológico

Também pessoas com câncer têm a imunidade mais baixa, principalmente por causa do tratamento realizado com radioterapia e quimioterapia. Além desse grupo, os portadores de diabetes podem apresentar saliva com grande quantidade de açúcar, o que encoraja o crescimento das aftas.

Sintomas de afta na gengiva

Você pode nem reparar que está com afta na gengiva assim que ela começa a se formar. Mas espere alguns dias e será muito difícil não notar os sintomas, que são bastante incômodos. Conheça os principais: 

- Pequenas feridas abertas presentes na gengiva, brancas ou amareladas, com contorno vermelho

- Dor

- Leve sangramento de lesão na região da afta

- Vermelhidão e ressecamento da região lateral da boca

- Perda do paladar

- Febre

- Indisposição

- Inchaço local.

Em casos mais graves, as lesões podem se espalhar pelo esôfago, causando dificuldade para engolir e a sensação de comida presa na garganta.

Diagnóstico e tratamento

Se as lesões se restringirem à boca em geral, um exame físico é suficiente para realizar o diagnóstico. Por vezes, o médico pode querer examinar uma amostra para confirmar. Para saber se algum problema mais grave está causando as aftas, ele solicitará um exame de sangue para identificar as causas.

Na maioria dos casos, a afta na gengiva desaparece sozinha, mas, quando houver tratamento, ele será focado em impedir que o agente causador das feridas se espalhe.

O remédio caseiro mais simples é formado uma solução de 50% de água oxigenada e 50% de água. Use um cotonete para aplicar a mistura diretamente na afta. Em seguida, coloque uma pequena quantidade de leite de magnésia na afta, de três a quatro vezes por dia. Isso acalma e pode ajudar a curar a lesão.

Em casos de crianças e também de adultos, uma opção é o consumo de iogurte sem açúcar, que, apesar de não acabar com o fungo, ajuda a restaurar a quantidade normal de bactérias presentes na boca. Caso a infecção persista, o médico poderá receitar um medicamento antifúngico.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde bucal
estomatite
prevenção
tratamento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ