Primeiros Socorros

19/06/2014 09:00 - Atualizado em 04/12/2016 10:59

Vertigem pode ser sintoma de diversas doenças

Vertigem requer atenção para suas causas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A vertigem, aquela sensação de que tudo a sua volta está girando, normalmente ocasionando desequílibro, pode ser o sintoma de diversas doenças. Vamos descobrir agora o que a vertigem pode revelar sobre a sua saúde.

O que é a vertigem

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

No filme Um Corpo que Cai, dirigido por Alfred Hitchcock, um detetive de polícia aposentado volta à ativa quando é contratado por um amigo como detetive, para seguir a sua mulher. No andar da trama, um problema muito particular de sua vida – o motivo para ter se aposentado – volta à tona: o medo de altura. O título original desse clássico do cinema é Vertigo, palavra inglesa para vertigem.

Na realidade, porém, ter acrofobia, o pânico de lugares altos que popularmente é conhecido por medo de altura, não é a mesma coisa do que sentir vertigens. Vertigem é uma falsa sensação de movimento ou a impressão de que os objetos à volta rodam. Normalmente, acompanhada da falta de equilíbrio e de tontura.

O que fazer em caso de vertigem

A sensação de vertigem pode durar apenas instantes, mas também pode se estender por dias. A recomendação é que a pessoa que está com vertigem permaneça imóvel, sentada ou deitada. Muitas vezes, apenas isso é o suficiente para que ela melhore. Mas há casos em que, mesmo assim, a sensação de tontura permanece. Com alguma frequência, a vertigem é acompanhada por um mal estar, o que leva a pessoa a sentir náuseas e a vomitar.

O que pode causar a vertigem

A vertigem pode ser um sintoma de problema limitado ao ouvido, como labirintite, ou então de um distúrbio cerebral. Veja algumas enfermidades comumente associadas a essa condição:

Labirintite

É o caso mais comum. Trata-se de uma desordem causada por um processo inflamatório ou infeccioso que afeta o labirinto, uma estrutura do ouvido interno que é constituída pela cóclea e vestíbulo. Esse último é um dos responsáveis pelo equilíbrio, postura e orientação do nosso corpo. Na realidade labirintite é apenas um termo popular para designar a tonturas e vertigens sofridas devido a um problema no ouvido interno. A origem exata dessa infecção é que vai permitir saber qual a doença que causa as vertigens. 

Neuronite vestibular

Essa é uma condição causada por uma inflamação no nervo vestibular, que conecta o ouvido interno ao cérebro. Pode estar associada a náuseas, vômitos e infecções anteriores do trato respiratório superior. Os sintomas são intensos nos primeiros dias da crise e forçam o paciente a permanecer acamado. Normalmente afeta pessoas entre 30 e 60 anos.

Doença de Menière

É causada por uma dilatação generalizada de parte do labirinto. Essa dilatação acontece devido a um aumento da pressão da endolinfa, um líquido existente dentro do ouvido. A doença de Menière geralmente acontece em apenas um lado. As células responsáveis pelo equilíbrio ficam prejudicadas, desencadeando os sintomas como a falta de equilíbrio corporal e vertigens.

Esclerose múltipla

Vertigem, falta de coordenação dos movimentos e dificuldades para articular palavras podem ser sintomas de esclerose múltipla. Essa é a doença degenerativa que mais afeta o Sistema Nervoso Central, causada por uma reação inflamatória na qual são danificadas as bainhas de mielina que envolvem os axónios dos neurónios cerebrais e medulares. A vertigem nesse caso pode ser aguda, acompanhada por movimentos involuntários dos olhos.

Diagnóstico

É muito importante que, se você tiver crises de vertigem, procure um médico para que ele faça o correto diagnóstico. A maioria dos casos que dão origem a esse problema não são graves, mas com exames e avaliação médica você poderá ter certeza disso.

Você conhece alguém que já passou ou esta passando por isso? O que você achou dos nosso conselhos? Você possui outros? Conte para gente.

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ