Primeiros Socorros

21/10/2015 08:04 - Atualizado em 07/12/2016 01:57

Sinal de alerta! Dor torácica indica problemas graves

Sentir dor no peito de forma repentina e intensa pode indicar emergências médicas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A dor torácica pode indicar desde pequenos problemas, como uma indigestão ou tensão muscular, até emergências médicas graves, como ataque cardíaco ou embolia pulmonar. O incômodo pode ser um sintoma de várias doenças e precisa ser investigado.

Por isso, sentir qualquer desconforto no peito exige atenção para perceber se há também outros sinais. A intensidade e a frequência da dor também devem ser observadas. Quando o problema surge de forma repentina e sem uma causa clara, é indicado procurar um médico. Esperar que ele volte ou fique mais forte pode trazer complicações.

mulher com dor torácica

Principais causas da dor torácica

Na maioria das vezes, a causa da dor torácica é difícil de interpretar, até mesmo para os médicos. Quando o paciente não apresenta outros sintomas, a dificuldade aumenta mais ainda. É importante sempre ficar atento para a incidência de qualquer outro sinal do organismo que possa indicar a origem do problema.

Um ataque cardíaco, por exemplo, pode provocar uma dor no peito que dura 15 minutos ou mais. Além disso, apresenta outros sintomas, como pressão desconfortável, sensação dolorosa de inchaço ou de aperto no meio do peito, dor que se estende dos ombros até o pescoço e os braços, tonturas, desmaio, suores, náuseas ou falta de ar.

No caso de angina de peito, a dor torácica é provocada pela redução do fluxo sanguíneo para o músculo cardíaco. Pode ser estável, que é uma dor persistente e recorrente, ou instável, quando é repentina ou diferente do padrão da angina estável pré-existente. Outros sintomas são dor do queixo às costas, náuseas, fadiga, falta de ar, ansiedade, suores e tonturas.

Saiba Mais
É normal? Entenda os motivos das dores no corpo
Obesidade mórbida causa problemas cardíacos e disfunção erétil
Entenda o que é o pneumotórax e como tratá-lo

A embolia pulmonar também causa dor torácica e ocorre quando um coágulo sanguíneo se aloja numa artéria do pulmão. Além da dor intensa no peito, costuma provocar falta de ar repentina e inexplicável, expectoração com sangue, batimento cardíaco acelerado, desmaio, ansiedade aguda e sudorese.

Já a dissecção da aorta é uma doença grave que provoca dor no peito ou na parte superior das costas de forma repentina e intensa, descrita como se algo estivesse rasgando ou cortando a região. Além disso, também são sintomas perda de consciência, falta de ar, dificuldade súbita de fala, perda de visão, fraqueza ou paralisia de um dos lados do corpo, suores e pulsação fraca num dos braços.

Outro caso, ainda, é a pneumonia com pleurisia, que, além da dor no peito, também provoca calafrios, febre e expectoração sangrenta ou com mau cheiro.

Outras causas da dor torácica podem ser tosse excessiva, ferimentos, ataque de ansiedade, úlcera péptica, refluxo esofágico ou problema na vesícula biliar, que também pode provocar sintomas semelhantes aos de um ataque cardíaco.

O que fazer nesses casos

Em qualquer caso de dor inexplicável no peito, que dure mais que apenas alguns minutos, é indicado procurar assistência médica de emergência e não tentar autodiagnosticar-se ou automedicar-se. Somente um especialista pode determinar os procedimentos mais adequados.

Na sua opinião, você tem boas noções de primeiros socorros? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
dor no peito
infarto
embolia pulmonar
aorta

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ