Primeiros Socorros

03/03/2016 01:00 - Atualizado em 08/12/2016 11:47

Saiba quando tomar a vacina antitetânica

Um prego enferrujado não é mais perigoso que um novo. O que conta é a sujeira e a profundidade do corte.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A associação do tétano com o prego enferrujado é tão difundida que há quem pense que essa é a única maneira de pegar a doença. Nada mais distante da realidade. A infecção, se não tratada, pode até levar o paciente à morte, por isso é necessário saber quando tomar a vacina antitetânica.

A cada ano que passa, os óbitos relacionados ao tétano diminuem no Brasil. Isso se deve à ampliação das campanhas de vacinação no país. De acordo com números do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), em 1998, foram registradas 261 mortes devido à infecção. Em 2013, esse número foi de 87.

Para entender de uma vez por todas em quais situações a antitetânica deve ser tomada, você precisa, primeiro, entender o que é e como se pega o tétano. Aprenda abaixo.

mulher toma vacina antitetânica

Como se pega tétano?

O tétano é uma grave infecção causada pela bactéria Clostridium tetani, que ataca o sistema nervoso. Ela está presente principalmente no solo e nas fezes de mamíferos, mas também é encontrada na poeira e em plantas.

Ou seja, a principal maneira de contrair a doença é se cortar com objetos sujos que possam estar contaminados, ou então ser mordido por um animal. E o que a ferrugem tem a ver com isso? Nada. Um prego ou outro objeto cortante de ferro não tem mais chance de transmitir o tétano por estar oxidado. O risco aumenta quando ele está sujo e quando o corte é profundo.

É importante lembrar que mesmo uma ferida provocada por um objeto limpo, cuja probabilidade de estar contaminado é baixa, pode ser a porta de entrada para o tétano - caso você não feche a lesão adequadamente e ela fique exposta ao ar livre. Queimaduras também facilitam a entrada da bactéria, porque provocam a degradação dos tecidos, favorecendo o desenvolvimento dos micro-organismos.

Como não há cura para o tétano, o tratamento é focado na cicatrização da ferida e no combate aos sintomas. A doença causa fortes e dolorosos espasmos musculares e dificuldade para respirar e se alimentar. O índice de mortalidade é alto.

Quando tomar a vacina antitetânica?

O mito do prego enferrujado também ajuda a disseminar a ideia de que a vacina antitetânica só precisa ser tomada após o incidente. Ela consta no calendário de vacinação da rede pública de saúde, com a recomendação para ser tomada em três doses, com reforço a cada dez anos.

Ou seja, só após a terceira dose a pessoa está imunizada. Se o paciente já estiver contaminado e apresentar os sintomas, de nada adianta tomar a vacina.

Mas então por que se fala que, ao sofrer um corte profundo, deve-se correr para o posto de saúde para tomar a vacina antitetânica? Nesses casos, a pessoa ainda não está infectada, pois o período de incubação do vírus geralmente é de oito dias. Ela deve tomar uma nova dose da vacina, caso o último reforço tenha sido feito há mais de cinco anos.

Se o ferimento for superficial e provocado por um objeto limpo, o incidente não é de risco. Nessa situação, a margem de segurança entre o último reforço e o corte é de dez anos.

Agora que você já sabe tudo sobre o tétano, resgate seu histórico de vacinação e, se não estiver em dia com a antitetânica, corra para o posto de saúde. Se você tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo. Aproveite e compartilhe o artigo nas redes sociais! E não se esqueça de conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
tétano
infecção
imunização
bactéria

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ