Primeiros Socorros

29/10/2015 03:43 - Atualizado em 11/12/2016 04:43

Saiba como cuidar de arranhões e evitar cicatrizes

Caso infeccionem, essas lesões podem deixar marcas permanentes.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Encontrar alguns arranhões espalhados pelo corpo não é algo incomum. Uma batida, uma queda ou até uma brincadeira com o bichinho de estimação podem ocasionar essas lesões. Porém, é preciso cuidado para que o simples problema não vire algo mais grave.

A limpeza imediata do local machucado é fundamental em todos os casos. Já para áreas de atrito, como mãos, cotovelos, joelhos e pés, é importante mantê-las protegidas, seja com uma gaze ou com outro tipo de curativo. Ferimentos mais profundos ou com dificuldade de cicatrização, por sua vez, demandam consulta médica. Saiba o que fazer em cada situação.

gato que causa arranhões

Como proceder em casos de arranhões

Quando batemos, raspamos ou encostamos em algum objeto pontiagudo, pode ocorrer o arranhão. Em alguns casos, há um sangramento maior, dependendo do rompimento de pequenos vasos sanguíneos localizados logo abaixo da pele.

Quando há abrasões, coloque um pano limpo contra o ferimento, a fim de estancar o sangue. Para limpar o local, utilize água e sabão, evitando que bactérias fiquem na parte exposta e possam causar uma infecção.

Grande parte dos arranhões costuma cicatrizar sozinha, sem necessidade de medidas mais drásticas. Pomadas antibacterianas ou anti-inflamatórias podem contribuir para o processo de cura, além de aliviar a dor local. Lembre-se que o curativo deve ser trocado sempre que estiver molhado ou sujo, impedindo, assim, o acúmulo de bactérias.

Saiba Mais
Tombos graves causam traumas e fraturas: Saiba como socorrer
Saiba como agir em caso de queimadura de segundo grau
Aprenda como montar um kit de primeiros socorros para casa

Quando procurar um médico

A ajuda médica deve ser procurada em casos de infecção. Os arranhões são lesões de fácil cicatrização. Portanto, quando isso não ocorre de maneira natural, há chances de que o machucado esteja infeccionado. Os sinais mais comuns são inchaço e vermelhidão, formação de pus, dor, febre e mal-estar.

Ferimentos que tiveram contato com fluidos corporais ou com outras sujeiras têm mais chances de desenvolver essa complicação. O mesmo vale para situações em que haja algum resquício na pele, como espinho de flor, caco de vidro ou lasca de madeira.

Nos casos de infecção, o uso de antibióticos é necessário. No entanto, apenas um médico qualificado poderá identificar a causa do problema e o tratamento mais eficaz para o seu caso.

pessoa limpando arranhoes na perna

Evite cicatrizes

Apesar de comuns, os arranhões podem causar desconforto pelas marcas deixadas na pele. Nos casos mais superficiais, as cicatrizes podem nem aparecer. Já em lesões mais profundas, é preciso de um cuidado maior para evitar o problema.

Para isso, limpe imediatamente o ferimento com água e sabão e mantenha-o protegido e limpo. Cheque como está o processo de cura nos dias seguintes e aplique a pomada antibacteriana enquanto a ferida estiver aberta.

Para não retardar o processo de cicatrização, lembre-se de nunca retirar a casquinha criada sobre o ferimento. Ela faz parte do processo de reconstrução da pele. Por fim, evite o contato direto com o sol para evitar manchas e marcas permanentes.

Gostou das dicas de primeiros socorros? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras novidades de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
machucado
ferimento
curativo
cicatrização

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ