Primeiros Socorros

08/02/2015 03:22 - Atualizado em 08/12/2016 09:16

Saiba como ajudar em caso de parada respiratória

A parada respiratória necessita de primeiros socorros com massagens cardíacas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabe como ajudar em caso de parada respiratória? É importante aprender, porque esse problema pode acontecer em muitas situações, como hemorragia, doenças cardíacas, infecções respiratórias, choques, intoxicação, entre outras. Confira como agir e salve vidas.

parada-respiratoria

Como identificar a parada respiratória?

A parada respiratória é o momento em que os batimentos do coração param, e o indivíduo deixa de respirar. A partir desse momento, a circulação de sangue cessa, e a vítima perde a consciência. Ela pode causar, depois dos três minutos de parada, a lesão cerebral e, após 10 minutos, o óbito.

Se você desconfia que alguém está sofrendo uma parada respiratória, deve analisar os possíveis sinais: ausência de pulsação, de movimentos respiratórios e dilatação das pupilas. A vítima pode sentir dores na região do peito, falta de ar, palpitação, suor frio, tonteira e visão turva.

Os fatores de risco da parada respiratória envolvem homens com mais de 45 anos e mulheres com mais de 55, familiares que já sofreram de infarto, ganho extremo de peso, hipertensão, diabetes, sedentarismo e tabagismo. O problema também pode aparecer em crianças e as ações para o salvamento são parecidas.

Como agir diante de uma parada respiratória?

Por ser uma situação de emergência, você necessita tomar atitudes rápidas. A partir do momento em que identificar a parada respiratória, ligue para a equipe de saúde. Deixe claro que o indivíduo está em estado grave e necessita de rápidos cuidados. Confira quais são as primeiras atitudes que você pode fazer para ajudar:

Respiração boca a boca

Se o indivíduo acometido não está respirando, a melhor atitude é apostar na respiração boca a boca. Deite o indivíduo no chão, colocando a cabeça para trás. Cuide para deixar o pescoço esticado. Abra a boca e abaixe a lingua, para deixar as vias respiratórias livres. Com os dedos, aperte o nariz e encha os pulmões de ar, soltando o vento na boca do acometido.

Repita essa ação até 12 vezes por minuto. Essa atitude deve ser mantida até que o socorro chegue ou até que volte a respirar.

Reanimação cardíaca

Deite o indivíduo no chão e levante as suas pernas. Repouse uma de suas mãos no peito da vítima, sobre o coração. Coloque a outra sobre a mão. Enrole os dedos. Faça força e solte. Cuide para repetir essa atitude mais ou menos 80 vezes por minuto. Se a vítima não estiver respirando, intercale a reanimação com a respiração boca a boca.

Se algum familiar apresentar os sintomas em sua casa, leve-o diretamente para o hospital. Lá, ele irá receber os cuidados necessários para se recuperar. Jamais ignore os sintomas. Eles devem ser analisados, já que quanto mais cedo tratados, maiores as chances de recuperação.

Em casos de acidentes, não tente movimentar a vítima. Isso pode causar a ruptura de ossos e até mesmo hemorragia interna.

Gosta das nossas dicas de saúde e primeiros socorros? Conte para nós como você estimula o seu filho! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde
doenças cardíacas
hipertensão

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ