Primeiros Socorros

11/08/2014 09:00 - Atualizado em 07/12/2016 12:39

Receita simples e eficaz: Soro caseiro salva vidas

Soro caseiro foi uma das grandes conquistas da medicina do século 20.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Uma das maiores descobertas da medicina no século 20 é muito mais simples do que se possa imaginar. O soro caseiro é um grande aliado no combate à desidratação e é feito com ingredientes que, com certeza, você deve ter na sua cozinha. Basta misturar água, açúcar e sal. Mas conhecer as medidas certas é essencial.

Importância do soro caseiro

A desidratação é uma doença que pode se tornar muito grave ao ponto de levar o paciente ao óbito, caso não seja tratada de forma correta. Ela ocorre pela baixa concentração de água e outros sais minerais e líquidos orgânicos do corpo e fazer com que ele não consiga realizar suas funções normais. O soro caseiro auxilia no tratamento, mas é muito importante que você observe a quantidade correta de cada ingrediente para não potencializar o problema e causar um transtorno ainda maior.

Soro caseiro
Na medida certa, soro caseiro pode salvar vidas. Foto: Shutterstock

Nas crianças o quadro pode se tornar ainda mais grave, visto que elas têm organismos menos resistentes e menor peso para suportar a doença. A diarreia e o vômito são dois dos principais causadores da desidratação e muito comuns nos primeiros anos de vida. Em alguns casos, após dois ou três dias sofrendo de diarreia, a criança pode ficar sem forças para mamar no peito da mãe. O soro caseiro pode trazer melhoras significativas nessas ocasiões.

Solução pode ter salvado cerca de 50 milhões de vidas

Uma forma de tratamento oral para a desidratação era a principal busca da medicina em meados do século passado. Nesta época, algumas regiões da Ásia e África sofriam com uma epidemia de cólera.  Até aquele momento, o tratamento era feito apenas em hospitais, de forma intravenosa, o que dificultava muito o acesso e fazia com muitos pacientes morressem.

A cólera é causadora de diarreia muito forte, e até 40% das pessoas infectadas acabavam morrendo. O médico norte americano Norbert Hirchhom foi uma das pessoas mais influentes na descoberta do soro caseiro, que se estima tenha salvado mais de 50 milhões de pessoas em situação de risco desde que passou a ser utilizado.

Medida certa dos ingredientes é fundamental

A grande contribuição do doutor Hirchhom para o avanço do soro caseiro foi estabeler a medida certa de cada ingrediente. Para que ele seja efetivo, é importante saber a dose exata de água, sal e açúcar que devem ser misturadas, caso contrário ele pode ser até prejudicial para a saúde do paciente e agravar o problema.

No Brasil, o Ministério da Saúde distribui gratuitamente em farmácias populares e postos de saúde uma solução pronta de reposição oral para que o problema de uma dose excessiva não venha a ocorrer. Portanto, o soro caseiro é indicado somente em casos extremos. Em situações normais, vá até um posto de saúde e retire a solução pronta.

Identificando a desidratação

Olhos fundos, muita sede, pouca saliva, choro sem lágrima, pele seca e pouca urina são sinais de desidratação. Na presença desses sintomas, o Ministério da Saúde recomenda que você leve o seu filho a um serviço de saúde para atendimento. E se ele apresentar vômitos e fezes líquidas, ofereça soro oral após cada evacuação ou vômito.

Solução pronta

Há um passo apenas: misture todo o envelope em um litro de água fervida ou filtrada.

Soro caseiro
Com o envelope da solução, você não deve acrescentar sal ou açúcar. Foto: Shutterstock

Lembre-se:

- Não adicione sal ou açúcar

- Não ferva o conteúdo após a mistura

- Use por apenas 24 horas

- Quando não houver a solução de reidratação oral, pode-se usar o soro caseiro, cuja colher-medida está disponível nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

Soro caseiro

Instruções do Ministério da Saúde:

Soro caseiro

- Encha um copo de 200ml com água potável

- Coloque uma medida (da menor das conchas da colher-padrão) rasa de sal 

- Adicione 2 medidas (da maior das conchas da colher-padrão) rasas de açúcar.

Em caso de emergência, você ainda pode misturar 200ml de água filtrada ou fervida, três pitadas de açúcar e uma pitada de sal. O problema é que normalmente ocorre uma superdosagem, que pode desencadear efeitos colaterais. E é importante lembrar que o soro caseiro deve ser ministrado apenas em caso de detecção de sintomas iniciais da desidratação, como boca seca e olhos sem lágrimas.  

Leia também:

Desmame do bebê requer cuidados especiais

Por que ainda se questiona a importância da vacinação?

Chance de infecção hospitalar é alta para bebês

Como aliviar cólicas em recém-nascidos

 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ