Primeiros Socorros

11/09/2015 01:08 - Atualizado em 01/12/2016 08:27

Lesão muscular no futebol do fim de semana? Veja como socorrer

Descansar o membro e fazer compressas com gelo contribui para o alívio da dor.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Era para ser uma simples partida de futebol entre amigos, mas acabou gerando uma lesão muscular desconfortável e dolorida. Essa cena lhe parece familiar? Para muita gente, sim. Especialmente entre quem tem o hábito de praticar atividades físicas só de vez em quando, esse problema pode ser recorrente.

Os músculos são responsáveis pelo movimento e representam cerca de 40% do peso de uma pessoa. As lesões são comuns em todas as atividades físicas, tanto no esporte quanto em um treino de academia. Cerca de 90% dos casos do problema representam contusões e distensões musculares.

jogador de futebol com lesao muscular

Como agir em caso de lesão muscular

O fisioterapeuta Felipe Gambetta Carmona, do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, explica que a lesão muscular geralmente leva a um processo inflamatório local. Muitas vezes, pode estar acompanhada de lesões vasculares, que causam hematoma.

"Por isso, devemos utilizar o gelo imediatamente para controle do hematoma e do processo inflamatório", orienta. O gelo contribui no alívio da dor, reduz o espasmo muscular e o fluxo sanguíneo na área e diminui o metabolismo e o processo inflamatório.

Entre os sintomas da lesão muscular, o profissional destaca dor local ou difusa, limitação nos movimentos, inchaço e hematoma, que pode ou não aparecer.

O fisioterapeuta aconselha repousar o membro acometido, pois movimentos bruscos do músculo lesionado podem levar ao aumento da lesão, intensificando a dor, o processo inflamatório e o hematoma.

Saiba Mais
Como aumentar a massa muscular com saúde
Core training promove fortalecimento muscular
Kinesio tape alivia dores musculares: Saiba quando utilizar

A lesão muscular passa por três fases: a destruição, a reparação e o remodelamento. A primeira diz respeito ao momento inicial, quando ocorre a inflamação e a formação do hematoma. O período é seguido pela formação de um tecido cicatricial e de novos vasos sanguíneos. Por fim, ocorre a maturação do tecido e a restauração da capacidade de movimento.

Felipe alerta que, em caso de lesão muscular, a avaliação médica é imprescindível para o diagnóstico e o tratamento correto.

Após o problema, o retorno à atividade física deve ser, preferencialmente, acompanhado de um educador físico ou fisioterapeuta. Um profissional poderá indicar o quanto você deve se resguardar ou se está pronto para voltar à ativa normalmente.

Previna-se

A melhor maneira de prevenir uma lesão muscular é treinando o corpo e fortalecendo os músculos. Um bom condicionamento físico reflete diretamente na capacidade de praticar diferentes atividades sem o risco de sobrecarregar determinada parte do corpo.

Um músculo bem trabalhado, fortalecido e flexível tem o poder de diminuir consideravemente a força do impacto da atividade, minimizando também as chances de alguma lesão.

A prática regular de atividades físicas não só colabora com a saúde, mas protege de algum estiramento, cãibra ou dor muscular até mesmo na rotina diária, fora do campo de várzea ou da academia. Você pode se lesionar inclusive durante uma faxina, caso se movimente de maneira errada. Por isso, fortalecer o corpo é sempre importante.

O que você faz para se manter em forma? Conte para nós! E aproveite para conferir mais dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
atividade física
dor muscular
inflamação
hematoma

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ