Primeiros Socorros

07/12/2015 04:38 - Atualizado em 09/12/2016 09:03

Conheça os tipos de hemorragia e saiba como socorrer vítimas

Em casos de ferimentos com hemorragia, é preciso manter a calma para ajudar corretamente.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Acidentes com ferimentos podem ser experiências complicadas para quem não está acostumado com esse tipo de situação. Nem todo mundo sabe como ajudar. Em episódios com sangramento, por exemplo, é importante identificar os tipos de hemorragia e conhecer quais são as formas de socorro. Confira.

vítima de acidente com vários tipos de hemorragia é atendida por paramédicos

Diferenças entre os tipos de hemorragia

A hemorragia é caracterizada pela perda de sangue existente no corpo humano. Dependendo do caso, é grave e deve ser tratada imediatamente, pois pode haver risco de morte. Veja abaixo quais são os tipos de hemorragia.

Hemorragia interna

Ocorre em função de um ferimento interno e, portanto, não há exteriorização do sangue. Ele sai do sistema circulatório, mas permanece dentro do corpo do paciente. Se não detectada logo, pode ser fatal.

Hemorragia externa

Acontece quando o sangue sai do corpo. Existem três subdivisões, variando conforme o vaso onde ocorre a lesão.

- Hemorragia arterial: acontece quando há o rompimento de uma artéria. Nesses casos, o sangue é vermelho vivo e se esvai no ritmo das batidas do coração. O sangramento é rápido e, portanto, é bastante grave.

- Hemorragia venosa: entre os tipos de hemorragia, esse não é tão grave. Ocorre nas veias e, por isso, o sangue já não tem mais oxigênio. Ele é vermelho escuro e sai com menos pressão que na hemorragia arterial.

- Hemorragia capilar: ocorre devido a rompimentos de pequenos vasos sanguíneos. A perda de sangue, em quase todas essas situações, é muito pequena. Essa hemorragia causa sangramento dos tecidos interiores, formando os hematomas.

Os tipos de ferimentos

A hemorragia está ligada ao tipo de ferimento ou lesão no corpo. Chama-se incisão, por exemplo, o corte feito com algum material perfurante. Nos membros, pode até danificar lesões.

Uma laceração é uma ruptura irregular, causada normalmente por esmagamento ou dilaceração de determinada área do corpo.

A escoriação é um ferimento mais leve. Caracteriza-se por raspadas nas camadas superficiais da pele.

Por fim, a equimose, também chamada de contusão, ocorre quando o sangue escapa para os tecidos. Pode esconder lesões mais sérias.

Saiba Mais
Hemorragia interna: Como socorrer vítima nesses casos
Sangue doado salva vidas: Faça parte dessa corrente
Sangramento nasal: O que fazer para socorrer a vítima

Como parar sangramentos externos

Para estancar sangramentos externos, é preciso seguir alguns passos. Se você não está acostumado, a primeira medida é tentar manter a calma. Caso contrário, o ferido poderá ficar ainda mais nervoso. Veja abaixo outras dicas de como proceder nesses momentos:

1. Coloque um pano limpo sobre o ferimento. Se não for possível, use as mãos. Caso a sua também esteja ferida e com seu próprio sangue, utilize a mão da vítima.

2. Faça pressão no local para tentar conter o sangramento.

3. Em caso de lesão em algum dos membros, mantenha-o para cima, sempre com pressão sobre o local do ferimento.

4. Chame socorro ou leve a vítima para o hospital.

5. O uso de torniquete deve ser apenas para casos extremos, quando não for possível estancar o sangramento. A prática pode causar lesões no tecido e gangrena.

O que você achou deste artigo? Aprendeu a diferenciar os tipos de hemorragia? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
ferimento
sangramento
acidente
perda de sangue

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ