Primeiros Socorros

05/08/2014 09:00 - Atualizado em 07/12/2016 08:55

Como socorrer uma vítima de mordida de cachorro

Algumas ações imediatas podem aliviar a dor e estancar sangramento em caso de mordida de cachorro.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Eles são os melhores amigos do homem. São fiéis, adoram carinho e fazem a maior festa quando o dono chega em casa. Mesmo com todas estas qualidades e por mais dóceis que possam parecer, cães mordem e isso requer uma atenção especial para evitar qualquer tipo de problema. Veja neste artigo algumas complicações que a mordida de cachorro pode causar e os procedimentos adequados para tratar os ferimentos causados por ela.  

mordida-de-cachorro
Pessoa ferida por mordida de cachorro deve ser encaminhada ao atendimento médico. Foto: Shutterstock

Diferentes tipos de mordidas

Os ferimentos causados pela mordida de cachorro podem ser classificados, basicamente, em dois tipos: laceração e penetração.

Mordidas que causam penetração facilitam a proliferação de bactérias no organismo do ser humano. Nestes casos, o dente do animal penetra na pele da pessoa e a saliva do cão, que por vezes está contaminada, tem maior contato com a ferida. Cheia de saliva, a ferida profunda, quente e sem ar, se torna um local muito apropriado para a proliferação de bactérias, causando inchaços que dificultam a limpeza e desinfecção do local.

Quando a mordida de cachorro rasga a pele da vítima, o ferimento é chamado de laceração. Apesar de parecer mais feio e, muitas vezes, precisar de pontos para cicatrização, é um ferimento menos perigoso. É importante fazer a limpeza do local imediatamente para evitar que a saliva do animal entre em contato com as mucosas humanas.

O que fazer após uma mordida de cachorro

É sempre importante ressaltar que é essencial para a saúde que uma pessoa ferida por mordida de cachorro seja encaminhada ao atendimento médico assim que possível. O pouco tempo de espera por atendimento pode ser suficiente para a proliferação de bactérias. 

Alguns procedimentos básicos de primeiros socorros podem fazer com que a possibilidade de contaminação diminua e devem ser realizados imediatamente após o ataque. Confira:

- Lavar o local afetado com muita água e sabão é a primeira ação após levar uma mordida de cachorro. Complicações piores podem ser evitadas pelo fato da limpeza não permitir que as bactérias se espalhem.

- Nos casos de lacerações provocadas por mordida de cachorro, o fluxo de sangue no ferimento é bastante intenso. Neste caso, pressione o local para que o sangramento cesse.

- Quando a mordida gerar perfuração, o procedimento é exatamente o contrário, sendo importante que a vítima sangre um pouco para que as bactérias sejam expelidas da região do ferimento.

- Procure utilizar um spray antibacteriano para limpar o ferimento, por cerca de cinco minutos. Após isso, utilize água corrente sobre o ferimento por mais cinco minutos. Coloque uma gaze sobre o ferimento até que o atendimento médico seja feito.

- Compressas de gelo podem fazer que o local do ferimento não fique inchado.

Possíveis complicações da mordida de cachorro

As infecções bacterianas causadas pela mordida de cachorro podem ter diferentes níveis de gravidade. Porém, este não é o único mal causado por estes ataques. Os cães são transmissores de zoonoses para seres humanos. A mais conhecida e mais grave é a raiva, que é extremamente contagiosa.

Quando transmitida aos humanos, ela invade os nervos periféricos e o sistema nervoso central. Caso não seja tratada de maneira eficaz, por meio de vacina, pode levar à morte. Doenças como sarna, leishmaniose e até a leptospirose também fazem parte da lista de complicações que podem ocorrer em função da mordida de cães.

Leia também:

Itens indispensáveis em sua farmácia caseira

Desmaio: veja quais são os primeiros socorros

Aprenda a socorrer casos de corte na cabeça

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ