Primeiros Socorros

22/06/2015 01:33 - Atualizado em 04/12/2016 01:03

Como identificar os sinais vitais de uma pessoa

Respiração, pulsação, pressão e temperatura corporal devem ser verificados.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabe como ajudar uma vítima de situações de risco ou acidentes? Uma das primeiras medidas a serem tomadas é a identificação dos sinais vitais. Existem diferentes formas de descobrir se a pessoa está viva, mas algumas são mais fáceis de detectar, como a pulsação, a pressão, a temperatura e a ventilação.

Porém, você sempre deve fazer a conferência de sinais vitais com segurança, seguindo outras atitudes essenciais para garantir a saúde da vítima. Em situações perigosas, a primeira atitude é ligar para o socorro, como os bombeiros ou uma ambulância móvel. Saiba quais os procedimentos a serem realizados.

Quais são os sinais vitais e com identificá-los?

Para descobrir se uma pessoa que sofreu acidente está viva, o primeiro passo deve ser a checagem de sinais vitais como respiração, pulso, pressão e temperatura. Quando for conferi-los, lembre-se de não mover a vítima e, se necessário, mobilizá-la apenas o mínimo possível. Antes de qualquer ação, porém, chame o socorro médico.

sinais vitais

Respiração

Esse sinal vital é o mais fácil de ser detectado e corresponde à inspiração e expiração, o chamado ciclo de ventilação. Existem três pontos de verificação da respiração:

- Ritmo: coloque as costas da mão sob as narinas da pessoa e confira se o ar que sai é regular ou irregular

- Amplitude: deixe a orelha próxima à boca e ao nariz da vítima, ouvindo se a ventilação é normal, superficial ou profunda.

- Frequência: conte quantas vezes a pessoa inspira e expira em um minuto. O normal é que complete de 12 a 20 ciclos respiratórios.

Pulsação

Cada vez que o coração contrai, uma onda de sangue percorre as artérias. Essa atividade é chamada de pulsação. Podemos senti-la em diferentes partes do corpo, mas as principais são o pescoço e os pulsos. É possível classificar esses sinais vitais também por ritmo, amplitude e frequência.

O ritmo pode ser regular ou irregular, dependendo da sensação que os pulsos causam quando tocados. A amplitude é classificada em cheia ou fraca, dependendo do nível de sangue pulsado. Já a frequência de pulsos normal é considerada entre 60 e 90 por minuto. Coloque os dedos indicador e médio sobre a veia do pescoço ou do pulso para sentir.

Pressão arterial

O sangue exerce força contra a parede das artérias. Esse movimento é chamado de pressão arterial. A medida da pressão só pode ser tirada com uso de um aparelho, que indica valores de referência. O normal em uma pessoa é entre 100 e 140 mm/Hg (milímetros de mercúrio) na pressão máxima, e 60 a 90 mm/Hg na mínima.

Temperatura

Com as costas das mãos, verifique se o corpo da vítima está quente ou frio. O ideal é utilizar um termômetro para maior precisão. O valor de referência normal é entre 35ºC e 37,5ºC.

Como proceder na cena de um acidente?

Choques elétricos, colisões de carro e quedas são os tipos de acidentes mais comuns. Cada um deles exige um socorro diferente, por isso peça auxílio médico imediatamente. São os profissionais que poderão ajudar você no momento de socorrer a vítima.

Verifique os sinais vitais, veja se a pessoa está consciente e detecte hemorragias externas. Tomadas essas medidas, ajude a vítima sem movê-la e aguarde o socorro médico, se não estiver capacitado a prestar auxílio.

Gostou das dicas de primeiros socorros? Conte para nós! E aproveite para conferir as novidades de saúde e bem-estar do Vivo Mais Saudável.

TAGS
pulsação
pressão arterial
temperatura
acidente

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ