Primeiros Socorros

17/07/2014 03:00 - Atualizado em 03/12/2016 02:54

Choque anafilático: veja como socorrer

Choque anafilático pode ser fatal. Aprenda a fazer os primeiros socorros.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Se você é ou conhece alguém que é alérgico, deve ficar muito atento ao choque anafilático. Causado por diversos fatores, como alimentos, drogas, medicamentos, picadas de insetos e outras substâncias alérgicas, a anafilaxia, como também é conhecida, pode causar consequências graves ao paciente. Caso o tratamento adequado não seja realizado, em casos extremos, pode até causar a morte.

Choque anafilático é reação alérgica

choque-anafilaticoFoto: Shutterstock

O choque anafilático se trata de uma reação alérgica extrema que pode atingir o corpo todo. Ele surge quando o organismo entra em contato com alguma substância a qual tenha algum tipo de intolerância. A reação mais violenta que o quadro pode apresentar é o “fechamento da garganta”, chamado pelos técnicos de edema de glote.

A glote é uma estrutura localizada na laringe, responsável por controlar a passagem de ar para os pulmões. Ela se abre para o ar ir até os pulmões e se fecha para que líquidos e alimentos não cheguem até eles. Ao inchar, ela tranca a passagem de ar aos pulmões, sendo causa de insuficiência respiratória. Com a falta de ar, em poucos minutos pode ocorrer a falta de oxigenação ao cérebro e órgãos vitais, podendo em casos mais graves levar a óbito.

Sintomas apresentados

Os principais sintomas que uma pessoa que sofre com uma crise de anafilaxia pode apresentar são uma coceira generalizada e a presença de placas avermelhadas por todo o corpo, semelhantes à urtiga. Além disso, podem ocorrer edemas nos lábios, na língua e em volta dos olhos.

Normalmente, ocorre em pessoas que tem algum histórico, porém, uma pessoa que nunca teve alergia antes pode sofrer um choque anafilático. Outros sintomas que podem aparecer são dificuldade para respirar, pulso rápido, suor excessivo, náuseas e vômito, confusão mental, dor no abdômen, tonturas e congestão nasal.

É importante que imediatamente seja chamado o atendimento de emergência ou que a vítima do choque anafilático seja levada até uma emergência. Enquanto o socorro especializado não chegar, você pode adiantar alguns procedimentos.

Tente perceber o que causou a reação, se for picada de inseto ou cobra retire o ferrão do animal da pele e coloque gelo no local. Alguns centímetros acima do local amarre com força um pano limpo, para diminuir a disseminação do veneno.

Pacientes com histórico de alergias costumam carregar consigo medicação antialérgica, então, tente perguntar a ele se possui algum remédio para estes casos. Ao chegar ao hospital, ele receberá tratamento à base de adrenalina para aliviar os sintomas.

Como prevenir o choque anafilático

Como toda a doença, a melhor forma de conter esse tipo de situação é a prevenção. Se você é alérgico a algum tipo de alimento, procure ler o rótulo antes de consumir, para que ele não lhe cause nenhum tipo de problema mais sério.

Faça o mesmo com medicamentos que contêm alguma substância que possa lhe prejudicar e o ideal é que não pratique automedicação. Peça ajuda de um profissional antes de comprar remédios.

Contra picadas de inseto, utilize repelentes e evite perfumes doces, que atraem estes animais. Se você já sofreu um choque anafilático, é aconselhável o uso de uma pulseira com a identificação da doença, algo que pode ajudar no diagnóstico.

O texto foi útil? Então deixe seu comentário e compartilhe sua experiência.

TAGS
alergias
anafilaxia
reação alérgica

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ