Primeiros Socorros

04/09/2014 05:00 - Atualizado em 08/12/2016 11:23

Aprenda a fazer respiração boca a boca corretamente

Respiração boca a boca pode ser vital em casos de afogamento e traumatismo.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Manter a vítima respirando é fundamental para garantir que ela se mantenha viva até a chegada do socorro especializado. O cérebro humano pode ter funções vitais afetadas caso fique por muito tempo sem receber oxigênio. A respiração boca a boca pode ser utilizada em situações de emergência.

Quando optar pela respiração boca a boca

A respiração boca a boca é necessária em casos de afogamento, traumatismos e quando o paciente é um bebê. Porém, em outras situações de parada cardíaca, deve-se optar pela massagem cardíaca até que os socorristas cheguem ao local.

respiracao-boca-a-boca


Como fazer respiração boca a boca

Veja passo a passo o procedimento correto:

- Para realizar a respiração boca a boca, é necessário verificar se a atividade respiratória do organismo da vítima ainda está em funcionamento. Para isso, incline a cabeça do indivíduo para trás, de forma que abra a boca dele. Quando você aproximar o seu ouvido da boca da vítima, irá constatar se os sons próprios da respiração estão sendo emitidos. Ao mesmo tempo, observe a região do tórax da vítima, se há algum tipo de movimento ali, ainda que mínimo, já que esse movimento indicia a atividade pulmonar em funcionamento;

- Deite a vítima sobre uma superfície firme, de barriga para cima e afrouxe as roupas dela. Você irá fazer a abertura das vias respiratórias, deixando o queixo da vítima levemente erguido para que a respiração flua de maneira mais fácil. Em seguida, com os dedos remova possíveis resíduos ou objetos que possam estar dentro da boca o que dificultaria e obstruiria as vias aéreas, tais como: próteses, dentaduras, restos de alimentos, saliva em excesso, sangue, etc.

- Verifique ainda se a língua da vítima não enrolou, e ocorrendo isso, procure cuidadosamente desenrolá-la. Todos esses movimentos realizados por ela devem ser feitos com o máximo de cuidado, uma vez que abordam a área do pescoço, onde se encontra a medula espinhal, e lesões nesse órgão são quase sempre irreversíveis. Procure limitar os movimentos no pescoço da vítima;

- Coloque uma das suas mãos pressionando para cima a testa da vítima, de forma que a boca fique aberta. Com a outra mão, tape o nariz da vítima;

- Inspire ar até que seus pulmões se encham de maneira significativa;

- Com os seus pulmões cheios, você irá comprimir a sua boca com a boca da vítima assoprando com força todo o ar inspirado até notar que o tórax do indivíduo teve um movimento de elevação, (existem máscaras especialmente desenvolvidas para a respiração artificial, as quais impedem e evitam o contágio de doenças infecciosas eventuais do socorrista para vítima ou vice-versa). É importante lembrar que mesmo na ausência da máscara, a respiração boca a boca deve ser feita da mesma forma.

- Tire as mãos do rosto da vítima e as comprima sobre o tórax do paciente para que ele possa expirar o ar que você inflou em seus pulmões. Continue a respiração boca a boca até que a pessoa possa votar a respirar sem auxílio.

Resumindo, estes são os quatro passos principais:

respiracao-boca-a-boca

Você gosta das nossas dicas e novidades? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado no Vivo Mais Saudável

TAGS
afogamento
saúde
cuidados

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ