Mulher

28/05/2015 12:11 - Atualizado em 03/01/2017 11:04

Veja como utilizar a cinta pós-parto sem medo

O acessório ajuda a disfarçar os quilinhos a mais, mas deve ser usado com cautela.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Após a gravidez, as mamães vaidosas começam a pensar em saídas para esconder aquela eventual barriguinha. A cinta pós-parto, encontrada nos mais diversos estilos, é indicada para as mulheres que desejam camuflar os quilos extras. 

O acessório ajuda a dar uma impressão de silhueta fininha e possibilita a reconquista do bem-estar com o corpo. Ele facilita os movimentos a partir da compressão da barriga e deve ser utilizado em ocasiões especiais, nas quais a mulher deseje apresentar um perfil esbelto e sem sinais de sobrepeso.

Quer saber quais as versões de cinta pós-parto que mais se adequam à sua rotina? Siga com a gente!

cinta pos-parto

Modelos de cinta pós-parto

As roupas modeladoras oferecem efeito instantâneo, mas devem ser liberadas pelo médico que acompanhou a gravidez. Ele irá analisar o caso e indicar se você poderá se adaptar bem, por quantas horas deverá usar o acessório e qual tipo é o mais indicado.

Todos os modelos de cinta pós-parto são encontrados em cores básicas, como preto, bege e branco. A lista de estilos envolve versões pequenas, como as calcinhas, e opções mais alongadas, como os “bodies” com sutiã.

Inteira e com sutiã

A cinta pós-parto inteira é composta de “body” e sutiã conjunto. É a opção para as mamães que procuram conforto, pois impede que o tecido fique enrolado por baixo da roupa. Vale a pena ficar ligada em um detalhe: se o leite vazar da mama, você terá que trocar o modelador inteiro.

Calcinha com cintura alta

É uma calcinha básica, mas conta com tecido compressor até a região do umbigo. Além de cumprir com sua função após o parto, também pode ser usada por mulheres em outras fases da vida para esconder aquela gordurinha saliente.

Inteira e com pernas

Se você mora em cidades quentes, fique longe dessa! Essa cinta pós-parto facilita a compressão da região do abdômen e das coxas. Combina com eventos mais chiques, para os quais você pode optar por aquele tubinho coladinho.

Atenção aos detalhes

Fecho nas costas

É confortável, mas pode ser complicado de usar, caso você esteja sozinha e não tenha alguém para auxiliá-la.

Fecho frontal

A cinta modeladora com abertura frontal é mais prática. Porém, ao longo do dia, pode incomodar um pouco, devido à fricção com a barriga.

Abertura na região genital

As mamães que têm o costume de ir ao banheiro constantemente devem priorizar as versões com abertura nessa área. Funcional, ela permite o manuseio sem que seja necessário despir a peça toda.

cinta pos-parto

Exercícios são essenciais

Para deixar de usar cinta pós-parto, a prática de exercícios físicos localizados é importante. Reserve um pequeno período do seu dia e pratique atividades aeróbicas. Lembre-se de apostar nos abdominais, fortalecedores dos músculos da barriga.

A luta para perder o peso acumulado durante a gravidez foi tema de uma pesquisa comandada por médicos do Canadá. Publicado na revista Diabetes Care, o estudo descobriu que, dos três aos 12 meses posteriores ao parto, as mulheres têm riscos mínimos de desenvolver doenças como hipertensão, diabetes e problemas cardíacos.

O estudo acompanhou 300 mulheres saudáveis, monitorando os níveis de colesterol ruim e de resistência à insulina, que regula a glicose no sangue. O resultado reforça a ideia de que as mulheres devem adotar exercícios regulares e um cardápio saudável para a perda de peso ainda no primeiro ano após a gravidez.

Já sabe qual cinta pós-parto escolher? Conte para nós! E não esqueça de continuar acompanhando o Vivo Mais Saudável para conferir dicas de saúde e bem-estar.

TAGS
gravidez
emagrecer
quilos a mais
silhueta

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ