Mulher

21/05/2015 11:17 - Atualizado em 08/12/2016 06:59

Tire suas dúvidas sobre o mioma e saiba como enfrentá-lo

Tratamentos indicados para o mioma podem incluir até mesmo a cirurgia para remoção do útero.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabe o que é mioma? Cientificamente, ele é conhecido por leiomioma uterino e se caracteriza como um tumor benigno que cresce no útero. É composto por músculo da região uterina, que pode se desenvolver dentro ou fora do próprio útero, alterando o formato desse órgão.

Geralmente, o tumor se mantém estável por bastante tempo. Porém, sem uma época específica, cresce e evolui em poucos meses. A maior incidência ocorre entre os 40 e 50 anos de idade, sendo ainda mais recorrente em mulheres negras. Saiba mais sobre o mioma e entenda o que ele provoca no organismo feminino.

mioma

Causas e sintomas do mioma

De causa desconhecida, o mioma tem seu desenvolvimento influenciado pelos hormônios estrogênio e progesterona. Quando a mulher chega à menopausa, a queda na produção hormonal pode fazer o tumor reduzir de tamanho, encolher e, até mesmo, desaparecer. Por outro lado, durante a gestação, a tendência é que ele cresça mais rapidamente.

Entre os fatores de risco para o surgimento do tumor, estão a idade, o histórico familiar, a origem étnica e a obesidade. Em mais de 75% das mulheres, ele não se manifesta ou apresenta nenhum sintoma. Quando se desenvolve, pode provocar irregularidades na menstruação, que passa por períodos prolongados de fluxo intenso, que levam à anemia.

Outros sintomas que surgem com o mioma são cólicas e dores na região do abdômen e da pélvis. A mulher também pode sentir desconforto durante as relações sexuais e problemas urinários, como vontade frequente de urinar, infecções, cistites e problemas renais.

O diagnóstico é feito por meio de um exame de toque com o ginecologista. O médico é capaz de perceber o aumento de tamanho do útero ou relevos no órgão. Com uma ultrassonografia transvaginal, também pode verificar se há anomalias ou tumores. Nesse exame, é possível ver se há um ou mais miomas, tamanhos e localização.

Tratando o mioma

Nenhum medicamento pode fazer o mioma desaparecer, mas alguns remédios impedem a evolução do tumor, reduzindo seu tamanho por algum tempo. No entanto, como os efeitos colaterais costumam ser fortes, eles não são utilizados por muito tempo, estendendo o uso por até quatro meses. Quando o tratamento é interrompido, o tumor volta a crescer.

Se os miomas produzem sintomas quando se desenvolvem, as alternativas para tratamento são o uso de pílulas anticoncepcionais ou outra medicação específica. A embolização das artérias uterinas é uma opção não cirúrgica. Porém, casos sérios apenas são resolvidos com a remoção do tumor ou com a cirurgia para retirada do útero.

Cada paciente deve passar uma avaliação especifica para tratar os miomas uterinos. O procedimento cirúrgico leva em conta as particularidades da mulher e seus desejos de engravidar. Além disso, é necessário verificar tamanho, localização e quantidade de tumores.

Existem dois tipos de cirurgia. Uma delas apenas retira os miomas, enquanto um segundo procedimento realiza a histerectomia, que remove todo o útero, preservando apenas o colo.

Nesse caso, são deixados os elementos que fixam a cavidade uterina, a vascularização e a inervação da parte alta da vagina e do assoalho da bexiga. A prática sexual permanece normal após a intervenção, sem alteração de sensibilidade.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça que você sempre encontra novidades aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
saúde da mulher
ginecologia
tumor
útero

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ