Mulher

17/12/2015 06:06 - Atualizado em 09/12/2016 02:19

Tabagismo pode causar menopausa prematura, aponta estudo

Segundo a pesquisa, as toxinas presentes no tabaco podem afetar a saúde reprodutiva de forma geral.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O climatério é uma fase natural da vida da mulher e todas passam por ela, mas no momento certo. Quando os sintomas já aparecem entre os 30 e os 40 anos de idade, pode ser sinal de menopausa prematura. As causas para isso acontecer não são conhecidas, mas, segundo um estudo recente, o tabagismo pode contribuir para a antecipação do período.

A pesquisa aponta que mulheres que são fumantes crônicas ou habituais têm maior chance de entrar mais cedo na menopausa. Com isso, os especialistas afirmam que o estudo fortalece as evidências de que as toxinas presentes no tabaco podem afetar a saúde reprodutiva em geral.

fumante com menopausa prematura

Tabagismo e menopausa prematura

Em trabalho publicado na revista especializada Tobacco Control, uma equipe de pesquisadores analisou dados do Women's Health Initiative, um amplo estudo sobre a saúde da mulher nos Estados Unidos. A pesquisa, realizada com 79 mil mulheres, mostrou que aquelas que fumavam desde os 15 anos entraram na menopausa em média 21 meses mais cedo, em comparação com as não fumantes.

Todas as participantes do estudo haviam entrado na menopausa quando foram recrutadas, entre 1993 e 1998. Por meio de questionários, elas foram interrogadas sobre o quanto e por quanto tempo fumaram, e também a época da chegada do climatério.

Ao comparar os resultados entre mulheres fumantes e não fumantes, a equipe descobriu que aquelas que diziam fumar mais de 25 cigarros por dia provavelmente tinham a última menstruação 18 meses mais cedo que as não fumantes, caracterizando, assim, a menopausa prematura.

Além disso, as não fumantes que tinham passado por muitos anos de exposição à fumaça de cigarro também tiveram menopausa prematura, em comparação às que não eram fumantes passivas.

O estudo manteve os resultados confirmados mesmo ao considerar fatores como consumo de álcool e contraceptivos orais. Com isso, os cientistas sugerem que as toxinas presentes no tabaco podem alterar a estrutura de hormônios reprodutivos importantes, como o estrógeno.

Saiba Mais
Cigarro na gravidez prejudica a saúde do bebê
Menopausa faz mulher roncar que nem homem
Adesivos de nicotina funcionam? Tire suas dúvidas e pare de fumar

Outras causas da menopausa precoce

Geralmente, a menopausa começa por volta dos 50 anos de idade, quando não há mais ovulação e cessa a menstruação, chegando ao fim a vida reprodutora da mulher. Porém, para algumas, o período poder chegar com até 15 anos de antecedência, caracterizando um quadro de menopausa prematura.

As causas para isso ocorrer ainda não são definidas, mas se consideram alguns fatores. Um dos principais é o histórico familiar, mas outros aspectos externos também são observados, como a remoção dos ovários ou de grande parte deles e os tratamentos contra o câncer, por exemplo.

A radioterapia e a quimioterapia têm como objetivo impedir o crescimento celular. Porém, esses tratamentos não atingem apenas as células malignas, podendo levar a uma falência prematura dos ovários. O uso de alguns tipos de medicamentos também contribui para a menopausa prematura.

O que você achou da notícia? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
menopausa precoce
vida reprodutiva
fumo
cigarro

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ