Mulher

03/10/2015 09:26 - Atualizado em 28/11/2016 05:38

Síndrome do túnel do carpo causa dormência nas mãos

Condição atinge mais mulheres que homens por uma questão anatômica.

POR

Redação

  • +A
  • -A

As Lesões Por Esforço Repetitivo (LER) são bastante comuns no trabalho, especialmente se a pessoa cumpre tarefas operacionais ou passa muito tempo em frente ao computador. Elas também podem levar a outras complicações, como a síndrome do túnel do carpo.

Essa condição se caracteriza pela compressão do nervo mediano no canal do carpo, localizado entre a mão e o antebraço. É uma doença que atinge mais as mulheres – por uma característica anatômica, pois elas em geral têm um túnel do carpo relativamente menor que o dos homens.

Entenda mais sobre as causas dessa síndrome e saiba como preveni-la.

punho de mulher com sindrome do tunel do carpo

Sintomas da síndrome do túnel do carpo

Entre os principais sinais, destaca-se a dormência ou o formigamento no polegar, que pode se estender para os outros dedos de uma ou de ambas as mãos. A dormência também pode atingir as palmas.

As dores provocadas pela síndrome do túnel do carpo podem atingir o punho ou a mão. Os movimentos finos dos dedos tendem a ficar comprometidos e o músculo do polegar pode sofrer desgaste. Em alguns casos, a pessoa sente, ainda, uma dor que se irradia até o cotovelo.

O túnel carpal é, normalmente, bem estreito. Por isso, qualquer tipo de edema pode comprimir o nervo e provocar esses sintomas.

Além das LER, algumas doenças crônicas, como o diabetes, aumentam o risco de danos aos nervos. Inflamações nas articulações, como artrite reumatoide, também podem atingir os tendões do pulso, fazendo pressão sobre o nervo mediano.

Essa pressão também pode ocorrer em períodos como a menopausa e a gravidez. Nesse último caso, a síndrome do túnel do carpo desaparece depois do parto. Outras condições – como distúrbios da tireoide, obesidade e insuficiência renal – podem aumentar as chances de a mulher desenvolver a síndrome.

Saiba Mais
Aprenda a identificar os sintomas da menopausa precoce
DORT: Esforço repetitivo no trabalho causa distúrbios
Feijão azuki ajuda a controlar hipertensão e diabetes

Tratamento da síndrome do túnel do carpo

O tratamento varia de acordo com o grau da condição. Quando é leve, o mais indicado é que se coloque uma órtese que imobilize o pulso. A administração de anti-inflamatórios também é recomendada.

Se isso não funcionar, a medida a ser tomada é o procedimento cirúrgico para cortar o ligamento que pressiona o nervo. O sucesso da cirurgia depende do tempo de ocorrência da doença.

Algumas medidas podem prevenir o surgimento dessa síndrome:

- Diminua ou evite a quantidade de movimentos repetitivos no punho sempre que puder

- Utilize ferramentas ou equipamentos que sejam projetados especificamente para minimizar os riscos de danos ao punho

- Teclados ergonômicos ou bandejas de teclado, bem como apoios para digitar, podem ser alternativas para diminuir a possibilidade de lesões

- Ao sentir dor ou formigamento na região, especialmente ao digitar, faça pausas curtas.

Gostou do artigo? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
ler
DORT
artrite
menopausa

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ