Mulher

25/09/2015 02:40 - Atualizado em 28/11/2016 08:51

Síndrome de Turner prejudica o desenvolvimento da mulher

Condição genética se caracteriza pela ausência de um cromossomo X.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Pais devem ficar atentos ao cumprimento da agenda médica de seus filhos desde o nascimento. As consultas de rotina podem ajudar a identificar problemas sérios que nem sempre apresentam sintomas óbvios. Um deles é a síndrome de Turner.

Trata-se de uma doença genética que atinge somente as meninas e pode se revelar a qualquer momento. Ela surge quando o par de cromossomos X é anormal, com um deles parcial ou totalmente ausente.

Entre os problemas que essa condição pode causar estão baixa estatura, incapacidade de começar a puberdade, infertilidade e malformações cardíacas, além de dificuldades de aprendizagem e de adaptação social.

medico fala a paciente sobre sindrome de turner

Como ocorre a síndrome de Turner

O diagnóstico pode ser feito antes do nascimento, durante a primeira infância. Essa síndrome ocorre em um a cada 2 mil partos. Alguns dados apontam que 98% de todos os fetos com síndrome de Turner sejam abortados naturalmente durante a gravidez.

Praticamente todas as pacientes diagnosticadas com essa síndrome precisam de atenção médica constante e com uma variedade enorme de especialistas. Apesar disso, com a devida supervisão, os exames realizados regularmente e os cuidados específicos, a paciente pode ter uma vida saudável e independente.

A alteração ou perda do cromossomo X acontece de forma aleatória. Pode ocorrer por um problema com o esperma ou com o óvulo, ou ainda no começo do desenvolvimento do feto. Especialistas acreditam que o histórico familiar não seja um fator de risco. Dessa forma, é pouco provável que um casal que tenha uma criança com a síndrome venham a ter outra com a mesma condição.

Sintomas da síndrome de Turner

Em geral, as crianças com a síndrome apresentam características físicas bem particulares. Algumas delas são:

- Pescoço largo

- Mandíbula não proeminente

- Palato bucal estreito

- Pálpebras caídas

- Olhos ressecados

- Dedos curtos

- Inchaço das mãos e dos pés, especialmente ao nascer

- Estatura abaixo da média e retardo do crescimento

- Escoliose

- Pés chatos.

Saiba Mais
Feto reage aos estímulos e às emoções da mãe
Pompe: Doença genética enfraquece a musculatura
Toxoplasmose na gravidez pode trazer complicações ao bebê

Em alguns casos, a síndrome de Turner pode não ser percebida com facilidade. Por isso, os sinais só são diagnosticados tardiamente, no fim da infância ou no início da adolescência.

Em situações assim, nota-se ausência dos surtos de crescimento esperados na infância. A jovem apresenta baixa estatura, com uma altura adulta cerca de 20 centímetros a menos que o esperado para os membros da família.

Do ponto de vista cognitivo, há dificuldades de aprendizagem, principalmente quando envolvem conceitos espaciais ou de matemática, embora a inteligência seja geralmente normal. Dificuldade em situações sociais também são comuns, como problemas em entender as emoções ou reações de outras pessoas.

Devido à falência ovariana, pode não haver as mudanças típicas da puberdade, como nascimento de pelos e crescimento de seios. O ciclo menstrual e a fertilidade da mulher também são comprometidos.

Você já tinha ouvido falar nessa síndrome? Deixe seu comentário e aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
genética
cromossomo X
puberdade
desenvolvimento

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ