Mulher

26/06/2014 09:00 - Atualizado em 08/12/2016 10:43

Sandy preferia parto normal, mas deu à luz com cesariana

Primeiro filho de Sandy e Lucas Lima nasceu na última terça-feira.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Na última terça, dia 24 de junho, nasceu o primeiro filho de Sandy. Theo Scholles Lima veio ao mundo com 48,5cm e 2,9kg, no hospital Vera Cruz, em Campinas-SP. A cantora havia manifestado sua preferência pelo parto normal, mas acabou dando à luz por meio de uma operação cesariana.

Sandy comemora nascimento de Theo

Ainda na terça, pelo Facebook, Sandy festejou o nascimento do filho: "Nasceu nosso meninão! Chama-se Theo Scholles Lima. Veio lindão, com 48,5cm, pesando 2,9kg e cheio de saúde, graças a Deus! A cesariana foi transquila e estou muito bem! Estamos delizes demais e loucos para curtir cada segundo com nosso filhote! Agradecemos desde já a comprensão de todos, pois, como já é costume, quremos manter esse momento o mais pessoal, íntimo e verdadeiro possível. A todos que mandaram tanto carinho e pensamentos positivos, muito obrigada, de coração! Deram certo!", derramou-se a filha de Noely e do sertanejo Xororó.

Sandy preferia o parto normal

Recentemente, Sandy participou do programa The Noite, de Danilo Gentili, no SBT, e revelou, entre outras particularidades de sua primeira gestação, que tinha a preferência pelo parto normal. “Sou fã de parto normal, mas vou deixar o destino decidir", afirmou, na ocasião.

Foto: ShutterstockFoto: Shutterstock

O destino correspondeu à recomendação dos médicos, que propuseram uma operação cesariana, também chamada de cesárea, com o intuito de dirimir riscos que poderiam envolver o parto. A cirurgia envolve a retirada do feto do útero com uma incisão transversal ou longitudinal sobre a pele, acima da linha dos pelos púbicos. Recomenda-se a operação em muitos casos - sempre quando há algum risco para a mãe ou para o bebê.

Benefícios do parto normal

Apesar da preferência de Sandy pelo parto normal, ela teve de se submeter a uma operação cesariana, por recomendação médica. Isso é comum em muitos casos, pois o especialista avalia, no momento, qual método terá maior risco. Muitas vezes, a cirurgia acaba sendo a única saída.

Quando há a possibilidade de realizar o parto normal, a mãe tem o direito de optar por ele. Esse método pode apresentar diversos benefícios que não se restringem apenas à mulher. No caso do bebê, ele tem a diminuição do desconforto respiratório após o parto, pois, ao passar pelo canal vaginal, seu tórax é comprimido e, assim, os líquidos de dentro do seu pulmão são expelidos com maior facilidade.

Essa passagem também faz com que ele estranhe menos o toque ao nascer, já que nessa hora recebe uma espécie de massagem. Ele também se beneficia de alterações hormonais que ocorrem no corpo da mãe enquanto o parto ocorre, tornando o bebê mais ativo e responsivo ao nascer.

Ao contrário do que ocorre após uma cesariana, o bebê não precisa ficar em observação. Caso ele e a mãe estejam saudáveis, ele já pode ser limpo, vestido e permanecer junto com a sua progenitora.

Já no caso das vantagens do parto normal para a mãe, elas incluem o menor risco de infecção, recuperação pós-parto melhor mais rápida, favorecimento da produção de leite materno, estreitamento dos laços sentimentais com o bebê, maior economia, menor tempo de internamento hospitalar e retorno mais rápido do tamanho normal do útero.

Por fim, muitas mulheres evitam o parto natural, pois têm medo de sentir muita dor. Ela acontece, sim, mas é suportável, e há vários fatores que podem combatê-la, como a anestesia epidural, banho de imersão, caminhada, massagens, acupuntura, respiração lenta e profunda durante as contrações, confiança na equipe médica e presença de familiares. 


Gostou do artigo ? Deixe sua opinião ou compartilhe sua experiência! 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ