Mulher

28/07/2015 08:54 - Atualizado em 09/12/2016 06:08

Saiba tudo sobre o adesivo anticoncepcional

O adesivo inibe a ovulação e transforma o muco cervical numa secreção mais espessa.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Em busca de novas opções para adiar a gravidez? O adesivo anticoncepcional, com sua função inibidora da ovulação, pode ser um método indicado para você continuar mantendo suas relações sexuais com segurança.

Segundo Marta Franco Finotti, presidente da Comissão Nacional Especializada em Anticoncepção da Federação Brasileira das Asssociações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), os adesivos transdérmicos, como também são chamados, trazem outros benefícios. Alguns deles são a redução da anemia ferropriva e dos riscos de câncer de ovário e do endométrio.

Funções e indicações do método

Abastecido de dois tipos de hormônios - etinilestradiol e norelgestromina -, o adesivo não só inibe a ovulação, mas também estimula alterações no muco cervical, líquido produzido no colo do útero. Ele fica mais espesso e, consequentemente, hostil à ascensão de espermatozoides.

O endométrio, local onde o embrião é implantado, “se torna atrófico, não receptivo à implantação”, comenta a ginecologista.

O adesivo anticoncepcional é indicado para mulheres que necessitam de um método eficaz e seguro e que não tenham contraindicações ao uso de contraceptivos hormonais combinados. “Ele possui a mesma eficácia e perfil de efeitos adversos que os anticoncepcionais orais”, diz.

adesivo anticoncepcional

Como usar o adesivo anticoncepcional

O adesivo anticoncepcional deve ser aplicado no primeiro dia do ciclo, ou de acordo com as indicações do seu médico. Ele deve ser substituído a cada sete dias, tendo o seu local de aplicação alterado a cada semana. As regiões mais indicadas para destinar o método contraceptivo são abdômen inferior, parte externa do braço, parte superior das nádegas e dorso superior.

O adesivo transdérmico deve ser utilizado por três semanas seguidas, sendo retirado ao fim dos 21 dias. O sangramento, caso o uso contínuo não seja a sua opção, deverá ocorrer durante os sete dias sem o medicamento.

Cuidados com o adesivo

Esquecimento

O atraso de apenas dois dias não interfere na eficácia do adesivo anticoncepcional. Caso o adiamento ocorra na primeira semana ou por mais de 48 horas nas semanas seguintes, deverão ser utilizados preservativos por sete dias, por precaução.

Deslocamento ou perda

O risco de descolamento do adesivo é de apenas 5%, com a maioria dos episódios acontecendo nos primeiros meses de uso. Se o deslocamento ocorrer por menos de 24 horas, reaplique o mesmo ou use um novo adesivo. Em casos de maior período sem a aplicação, deverá ser iniciado um novo ciclo, combinado com a utilização da camisinha.

Contraindicações

De acordo com a Dra. Marta, as contraindicações são as mesmas dos demais anticoncepcionais hormonais combinados. Para evitar sintomas desagradáveis e consequências ruins para a sua saúde, jamais aposte no método sem indicação médica.

Você já conhecia o adesivo anticoncepcional? Na sua opinião, qual é o método mais eficaz para prevenir a gravidez sem efeitos colaterais? Conte para nós! E continue acompanhando as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
contracepção
evitar gravidez
adesivo transdérmico
métodos contraceptivos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ