Mulher

16/01/2015 12:24 - Atualizado em 08/12/2016 01:22

Parto cesariana: Saiba em que situações ele deve ser a escolha

O parto cesariana é a opção mais adotada atualmente no Brasil.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A disputa entre cesariana e parto normal pode deixar as futuras mamães perdidas. Qual será que é a melhor opção para dar à luz? Confira quais são as razões para fazer o parto cesariana e veja quais são as vantagens de ter o seu filho com parto natural.

Como funciona a cesariana?

O parto cesariana começa com a anestesia. Ela é aplicada na coluna vertebral da grávida, que deve estar sentada. O nome dessa injeção é peridural. Após esse procedimento, coloca-se um cateter no local, por onde serão injetados os medicamentos. E um cateter é posicionado para a urina.

parto_cesariana

Quando a anestesia faz efeito, o médico realiza um corte de 10 cm de largura. Mais seis camadas de tecido terão que ser cortadas para chegar ao bebê. É nesse momento em que o bebê é retirado.

A criança passa por um exame rápido. O bebê é levado para a limpeza, é pesado e medido. Assim que esses procedimentos terminarem, a criança é entregue para a mãe e a primeira amamentação pode ser feita.

Enquanto isso, os médicos fecham todas as camadas cortadas com pontos. Esse momento pode levar até 30 minutos, e é a finalização do parto cesariana.

Quando o parto cesariana é indicado

A cesariana nem sempre é a escolha das mamães. Confira quais são as principais indicações do parto cesariana:

- O bebê não está com a cabeça para baixo

- A mãe não tem dilatação suficiente

- A placenta cobre o colo do útero dificultando a passagem da criança

- Existe o descolamento da placenta prematuro

- A mãe é portadora de algum vírus, como o HIV

- A mãe tem doenças cardíacas

- O cordão umbilical fica no canal de parto antes da criança.

- O bebê tem seus batimentos e o fluxo de oxigênio diminuídos

- A gestação é tripla ou de mais bebês

- A mãe está com uma lesão causada por herpes genital.

Riscos do parto cesariana

- Infecções

- Trombose nas pernas

- Hemorragias

- Reações alérgicas aos anestésicos

- Recuperação mais lenta após o trabalho de parto

- Mais dores após o parto.

Há ainda outros riscos associados ao parto cesariana. Tudo depende de como e em que situação o procedimento é feito. Por isso, o ideal é conversar em detalhes com seu médico e até diferentes profissionais para conhecer o melhor caminho para o seu caso.

Principais vantagens do parto normal

Algumas vantagens têm chamado a atenção das mamães e transformado o parto normal em momento de celebração e de encontro com o seu filho. Confira quais são elas:

- A mãe se recupera mais rápido e não tem problemas maiores para amamentar

- Riscos de alergias são menores

- A passagem do bebê pelo canal vaginal pode aumentar a sua imunidade

- A mãe participa do momento e sente a chegada do seu filho.

Gosta das nossas dicas de gravidez e saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
parto
cesariana
gravidez
bebê

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ