Mulher

25/06/2014 09:00 - Atualizado em 26/11/2016 10:45

Mamografia detecta o câncer de mama. Entenda como o exame é feito

Em pacientes assintomáticos, mamografia deve ser realizada a partir dos 40 anos.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Mais comum entre as mulheres, a mamografia é usada para detectar precocemente um possível câncer de mama antes mesmo do exame de toque. Trata-se de um exame radiológico para avaliação das mamas, realizado por um aparelho de Raios X chamado de mamógrafo. Feita a mamografia, o médico poderá identificar casos de lesões benignas ou de câncer, que geralmente se apresentam em forma de nódulos, ou calcificações.

Como é realizada a mamografia

Foto: ShutterstockFoto: Shutterstock

Para a realização do exame, é necessário que você se posicione de forma confortável, permitindo que a técnica a posicione adequadamente, e você relaxe o corpo e é claro, avise se estiver desconfortável. Para que os resultados da mamografia sejam de boa qualidade o posicionamento correto da mama é fundamental. As imagens usualmente são adquiridas rapidamente, portanto, você ficará na posição por apenas alguns segundos.

O exame de mamografia é realizado por um profissional em radiodiagnóstico, e as imagens de Raio X costumam ser interpretadas por um médico radiologista, oncologista ou mastologista. É importante que você converse com estes profissionais sobre qualquer alteração ou limitação pela qual você esteja passando antes de realizar a mamografia.

Passo a passo da mamografia

Para iniciar o preparo para o exame de mamografia, você terá que tirar a roupa da cintura para cima, colocar um avental apropriado, e retirar qualquer acessório que possa se sobrepor à mama ou provocar interferência na imagem radiográfica. 

Prefira vestir peças únicas, como, por exemplo, vestidos, e evite roupas muito difíceis de retirar, contornando desconfortos dessa natureza. O ideal é trajar uma camisa de botões no dia do exame, pois esta pode ser facilmente retirada e vestida. 

A paciente deverá ficar em pé no decorrer do exame, e são feitas em torno de duas imagens de cada mama. Para isso, as mamas serão comprimidas firmemente entre duas placas planas, tendo em vista que o tecido mamário será esticado, reduzindo a dose de radiação necessária para obtenção de uma imagem adequada. Inclui-se todo o tecido mamário e a axila na análise.

A compressão feita para a execução da mamografia pode causar algum desconforto à mulher, embora não a deva machucar. Quanto a mulheres com implantes mamários, são feitas mais incidências mamográficas. Duas imagens devem incluir o tecido mamário e o implante e as outras incidências servem para uma melhor análise do tecido mamário.

Periodicidade da mamografia

No geral, e para pacientes assintomáticos, é recomendado começar a fazer mamografia a partir dos 40 anos, e a partir daí, anualmente. Casos de pacientes com maior risco de apresentar câncer de mama poderão iniciar antes disso, seguindo a orientação médica.

Quando se tratar de pacientes com alteração denunciada nas mamas, mesmo como benignas, poderão fazer uma mamografia, com controle a cada seis meses no primeiro ano, e após, anual por dois anos, caso não ocorra alterações.

Gravidez

A gravidez não impede que a mulher faça a mamografia, desde que sob indicação clínica. Há um cuidado especial, no entanto: a fim de proteger o bebê, a grávida deve usar um protetor de chumbo no abdômen. 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ