Mulher

06/02/2016 01:00 - Atualizado em 02/12/2016 03:38

Indisposta? Você pode ter síndrome do cólon irritável

Conheça os sintomas e descubra alimentos que devem ser evitados.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você costuma sentir desconforto abdominal, prisão de ventre, diarreia, cólicas ou um aumento na movimentação do intestino? Fique atenta: é possível que você tenha a síndrome do cólon irritável, também conhecida como síndrome do intestino irritável (SII). 

Embora alguns desses sintomas sejam comuns, é necessário procurar ajuda quando eles começam a se repetir. Também vale observar quando acontecem para identificar as causas. Saiba mais sobre esse distúrbio e veja como viver com saúde e bem-estar apesar das crises.

mulher com síndrome do cólon irritável

Conheça a síndrome do cólon irritável

Muitas vezes, é possível que determinados alimentos sejam os causadores da síndrome do cólon irritável. Mas existem outros fatores, inclusive psicológicos, como o estresse.

Outros sintomas comuns na síndrome do intestino irritável são distensão abdominal ou sensação de estufamento, gases e sensação de esvaziamento incompleto. Observar o comportamento do intestino, a frequência da evacuação e formato das fezes é importante. Dores, desconfortos e crises devem ser relatados, mesmo que aconteçam de maneira intercalada ou esporádica.

Entre os fatores mais comuns para o aparecimento da síndrome, está a dificuldade de lidar com alimentos gordurosos e com bebidas fermentadas, como vinho e cervejaTambém é recomendável evitar cafeína, álcool e espécies vegetais que aumentem a produção de gases digestivos. Feijão, repolho, cebola crua, couve-flor, uva e ameixa são alimentos que podem causar distensão ou dor abdominal em alguns pacientes.

Pessoas com a doença também costumam aumentar os níveis de serotonina, o que modifica a capacidade de contração e de sensibilidade das vísceras. Há maior frequência de quadros de depressão e de ansiedade associados, especialmente entre sujeitos que passaram por abusos. Ainda, infecções e inflamações podem contribuir para crises.

Diagnóstico e tratamento da SII

O médico a ser procurado é o gastroenterologista e o diagnóstico é feito investigando-se os sintomas. São realizados exames físicos ou de visualização direta do intestino, caso da colonoscopia.

Especialistas alertam para a possibilidade de confundir a síndrome do intestino irritável com doenças como câncer de cólon, obstrução mecânica, infecção, diverticulite, isquemia, síndromes de má absorção, doenças metabólicas e inflamatórias, entre outras, inclusive algumas alergias e intolerâncias alimentares.

Algumas investigações paralelas podem ser feitas para identificar possíveis alimentos que estejam agindo mais pontualmente para cada pessoa. É possível introduzir chás e fibras na dieta para aliviar os sintomas, mas os ingredientes devem ser aprovados pelo médico, já que determinadas plantas também causam efeitos indesejados.

Também são indicadas outras medidas para aliviar e controlar o desconforto, como relaxamento, psicoterapia e atividade física. Não há uma medicação considerada totalmente eficaz no tratamento, por isso são indicadas como principais recomendações a observação, a reeducação alimentar e a mudança de hábitos para uma vida mais saudável.

Tirou suas dúvidas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
intestino
alimentação
flatulência
diarreia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ