Mulher

26/10/2014 09:41 - Atualizado em 01/12/2016 09:24

Gravidez aos 40 anos: Tire todas as suas dúvidas

Gravidez aos 40 anos tem maior grau de risco para o bebê.

POR

Redação

  • +A
  • -A

São diversos os fatores que levam uma mulher a adiar a decisão da maternidade. Os compromissos profissionais, a busca por um relacionamento estável ou o desejo de curtir a vida à dois são alguns desses motivos. O problema é que quanto mais o tempo passa, mais velha a mulher fica. E ter uma gravidez aos 40 anos é muito mais arriscado do que gerar um bebê aos 25 anos, por exemplo.

Esse aumento no grau de risco de uma gravidez com o passar dos anos se deve ao fato de que os óvulos femininos já estão formados quando a mulher nasce. E ao longo dos anos nenhum outro óvulo é produzido. Portanto, assim como a mulher envelhece, os óvulos também vão se desgastando. Com o tempo, sua qualidade diminui e, consequentemente, as chances de uma gestação saudável caem.

gravidez-aos-40-anos

As chances de gravidez aos 40 anos

Ao contrário do que dizem alguns especialistas da área de medicina reprodutiva, a gravidez aos 40 anos não é algo impossível de acontecer. Prova disso é que entre 2003 e 2012 o IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - constatou um aumento de 17% no número de mulheres grávidas entre os 40 e 44 anos. Apesar disso, o índice desse tipo de gestação é de menos de 1% da população nacional.

Isso porque o conjunto de óvulos que nasce com as mulheres é finito, ou seja, acaba e não tem reposição. Portanto, a cada período menstrual em que ocorre a ovulação o corpo contabiliza um óvulo a menos para a reprodução. As possibilidades de se ter uma gravidez aos 40 anos são reduzidas porque nessa idade as mulheres possuem apenas 5% dos óvulos que tinham quando nasceram.

Além disso, em muitas famílias há uma tendência genética para o surgimento da menopausa de forma precoce. Nesses casos, aos 40 anos a mulher já está entrando em um período onde as funções dos ovários diminuem e as ovulações também. Ao fim desse processo de baixo funcionamento ovariano, as menstruações cessam e a fertilidade feminina também.

Os riscos da gravidez aos 40 anos

Além das dificuldades encontradas pela mãe para conceber o bebê, a gravidez aos 40 anos ainda pode trazer complicações para a mulher e para a criança. As chances de a mãe desenvolver um caso de diabetes gestacional, por exemplo, aumentam nesse tipo de gravidez. Além disso, a eclampsia - hipertensão arterial na gravidez - também acomete mais as mulheres com gestação tardia.

Os riscos de aborto também aumentam nesses tipos de gestação. Um estudo publicado na revista Fertility and Sterility, da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva, aponta que as mulheres que engravidam aos 40 anos têm 24% de chances de sofrer aborto espontâneo. Aos 44 anos, por exemplo, as chances sobrem para até 54% e assim progressivamente.

Mas é importante entender que é possível ter uma gravidez aos 40 anos com saúde e segurança. Mas precisa ser uma gestação planejada. Faça um check-up que contenha exames de fertilidade e taxa hormonal, inicie um tratamento com ácido fólico antes de começar a tentar engravidar e adote uma alimentação saudável. Ao engravidar, mantenha um acompanhamento pré-natal intenso.

E aí, gostou das dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
gravidez
gestação
saúde

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ