Mulher

26/01/2016 04:00 - Atualizado em 06/12/2016 03:10

Gases vaginais: Constrangimento pode ser evitado

Alguns exercícios físicos reforçam a musculatura do assoalho pélvico.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Para algumas mulheres, a situação é constrangedora: o casal está bem no meio da transa e escuta um barulho estranho. São os gases vaginais, que envergonham e podem acabar com o clima. 

Porém, não há motivos para se preocupar. A reação é comum, mas pode ser evitada com algumas posições sexuais específicas e até com exercícios! Descubra o que fazer para curtir o sexo sem medo.

casal na cama, mulher chateada com gases vaginais

O que são gases vaginais?

Segundo a ginecologista e obstetra Fernanda Escopelli, os flatos ou gases acontecem quando há entrada de ar no interior da vagina durante o ato sexual. “Esse ar é comprido com a penetração do pênis, saindo e produzindo o som”, explica ela.

Algumas posições escolhidas pelo casal podem favorecer que essa reação aconteça. “Ela ocorre principalmente nas posições em que a mulher faz uma flexão exagerada dos quadris, proporcionando uma maior abertura da vagina.” Ficar de quatro, por exemplo, abre espaço para os gases vaginais.

Outra situação que pode colaborar para a ocorrência do incômodo é a fragilidade da musculatura do assoalho pélvico. Para isso, o segredo está nos exercícios.

Previna os gases vaginais

Fernanda explica que, ao contrário do ânus, a vagina não possui esfíncter. Por isso, a mulher não consegue controlar a saída dos gases vaginais. Para prevenir e diminuir esse barulhos, ela deve primeiro evitar as posições sexuais que causem o fenômeno. Junto a isso, pode apostar no fortalecimento do assoalho pélvico por meio de exercícios físicos para esse grupo.

Para garantir os estímulos que a região necessita, uma sugestão é investir na técnica do pompoarismo. Os movimentos de contração da vagina podem ser praticados em qualquer lugar. O autoconhecimento, nesse caso, ajuda ainda a tornar o sexo muito mais prazeroso.

Uma boa dica para começar é ficar de pé e contrair o canal vaginal. Repita o exercício trinta vezes. Ao longo do tempo, você sentirá a musculatura tonificada e renovada. O movimento pode ser feito diariamente.

Outra sugestão para não passar vergonha na hora da transa é conversar com o seu parceiro. Explique que a situação é normal, mas que pode ser constrangedora para você. Se a relação for recente e ainda não houver essa intimidade, opte por posições menos arriscadas, como papai e mamãe, de ladinho e por cima.

Viu como você não precisa se preocupar com os gases vaginais? Aproveite e deixe um comentário falando o que você achou do artigo! E continue de olho nas dicas de saúde do Vivo Mais Saudável.

TAGS
pompoarismo
assoalho pélvico
posições sexuais
flatos vaginais

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ