Mulher

19/05/2015 10:15 - Atualizado em 05/12/2016 03:12

Exames de rotina previnem doenças sérias

Mulheres precisam realizar alguns exames específicos em cada etapa da vida.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não há melhor forma de prevenir surpresas desagradáveis para a saúde que os exames de rotina. Eles são fundamentais para diagnósticos precoces, garantindo uma vida mais saudável. Para as mulheres, o médico responsável pela maioria dos procedimentos é o ginecologista, que começa a rotina de check-ups a partir da primeira menstruação.

O ideal é visitar o médico pelo menos uma vez ao ano, nunca deixando de manter hábitos saudáveis no dia a dia. Desde a primeira relação sexual até o período depois da menopausa, a mulher precisa ter cuidados específicos de saúde, independentemente da idade.

Glicemia, colesterol, triglicerídeos, creatina, avaliação hepática e hemogramas são apenas os exames de rotina básicos. Conheça os procedimentos indicados para cada etapa da vida.

exames de rotina

Quando começar os exames de rotina?

A partir da adolescência, no período da puberdade, o sistema reprodutor das meninas sofre algumas mudanças. Depois da primeira menstruação, é importante buscar um médico para avaliar o organismo e começar os cuidados normais do sexo feminino.

Nessa época, é importante também cuidar da alimentação, mantendo controle sobre o peso e realizando atividades físicas periódicas. Antes de iniciar a vida sexual, é recomendável que as meninas sejam vacinadas contra o HPV, responsável por transmitir condiloma e causar o câncer de colo de útero. Outra vacina a ser feita é a da hepatite B.

Depois da primeira relação sexual, um dos exames de rotina fundamentais é o Papanicolau, que avalia o colo do útero para identificar células modificadas, o que requer outros exames, como a colposcopia e a biópsia. Essas análises identificam tumores precocemente.

O ultrassom pélvico transvaginal e o exame de mama são outros meios de prevenir as lesões de colo de útero, miomas, cistos nos ovários, infecções, endometriose e tumores.

Exames de rotina por etapas

Antes da gestação

Os exames de colesterol, glicemia e hemograma são fundamentais para verificar a saúde da futura mamãe. Além disso, algumas análises específicas do sistema reprodutor podem ser solicitadas. Exames sorológicos detectam a imunidade a doenças como rubéola e toxoplasmose, que podem afetar a saúde do feto.

Pré-natal

Os exames durante a gravidez reduzem os riscos de doenças para a mãe e o bebê. O hemograma avalia presença de anemia, tipo sanguíneo e avaliação de tireoide. Além disso, exames para HIV, sífilis, rubéola e hepatites são fundamentais para proteger o feto e a mãe.

30 anos

Os exames de rotina nessa etapa da vida devem priorizar o aparelho genital, como a colposcopia e a ultrassonografia. Mulheres com histórico de câncer de mama na família também precisam iniciar a mamografia. Como podem perder parte da medula óssea nessa faixa etária, a densitometria óssea pode identificar osteoporose precocemente.

40 anos

A partir dessa idade, a mamografia deve ser anual para todas as mulheres. Além disso, a avaliação cardiológica e os exames de ultrassom para prevenir doenças na tireoide são fundamentais.

50 anos

O desenvolvimento de osteoporose é mais comum após a menopausa, por isso a densitometria deve fazer parte dos exames de rotina. Outro problema comum da idade é o aumento de riscos para doenças do coração, exigindo o eletrocardiograma. Além desses, exames preventivos de câncer de mama, de cólon e de colo uterino são essenciais.

Terceira idade

A partir dos 60 anos, as mulheres devem manter os exames comuns para checagem do colesterol, cálcio, glicemia e hemograma. A atenção especial é dada aos ossos e ao coração, principalmente para pessoas hipertensas.

E você? Já fez os exames deste ano? Comente aqui! E não esqueça que o Vivo Mais Saudável sempre tem novidades para a sua saúde.

TAGS
pré-natal
menopausa
osteoporose
mamografia

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ