Mulher

06/03/2015 02:12 - Atualizado em 11/11/2016 09:52

Entenda como funciona a fertilização in vitro

Procedimento de fertilização in vitro é alternativa para casais com problema de fertilidade.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A ciência é capaz de dar esperança a casais com problemas de fertilidade. O sonho de constituir família se torna possível com a fertilização in vitro, um processo que permite engravidar com injeções de espermatozoides diretamente no óvulo da mulher.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, cerca de 60 milhões de casais brasileiros não conseguem ter filhos por meio da relação sexual. Depois de começar a prática do sexo sem contraceptivos, uma gravidez natural é esperada dentro do período de um ano. Caso não ocorra a gestação, o casal deve buscar ajuda médica.

fertilizacao in vitro

Porém, um diagnóstico que confirme um homem ou uma mulher infértil não significa que o casal não esteja apto a ter filhos. Tratamentos de fertilização in vitro podem funcionar em casos de endometriose, alterações no sêmen, alterações tubárias, idade avançada da mãe e falha em tratamentos de coito programado e inseminação.

Brasil tem padrão internacional de fertilização in vitro

No mundo todo, a taxa padrão de sucesso para o processo de fertilização in vitro fica entre 65% e 75%. De acordo com informações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), em 2012, 73% das brasileiras que recorreram ao método conseguiram engravidar. A maior taxa de operações exitosas está no Sudeste, com 75% das mulheres que engravidaram.

De acordo com a idade da mulher, a fertilização in vitro pode ter uma chance maior ou menor de sucesso. No entanto, o principal motivo para não ocorrer a fecundação é a maneira como o embrião é implantado. Mulheres saudáveis, com até 30 anos de idade, fecundam em até 60% dos casos, com injeção de apenas dois embriões.

As taxas diminuem para 20% após os 40 anos, porque o óvulo tem idade igual à das mulheres, não se renovando com o tempo. Em geral, quanto maior a idade feminina, menor qualidade tem o óvulo e maior o risco de ocorrer uma divisão celular errada, o que provoca defeitos no embrião.

Poluição, estresse, gripes e outros problemas de saúde adquiridos ao longo da vida também podem afetar, no momento de conceber o filho. 

Fertilização in vitro tem processo fácil

O procedimento da fertilização in vitro é bastante simples. Em um laboratório, são coletados os espermatozoides do pai através de masturbação. Eles são colocados junto com os óvulos da mãe, que são retirados por meio de punção vaginal, para fecundarem naturalmente.

Se os gametas do homem encontrarem dificuldade para penetrar nos óvulos, são injetados pelos manipuladores envolvidos no processo.

Os ovários são preparados com a estimulação por medicamentos. A coleta dos óvulos ocorre por meio de aspiração transvaginal com ultrassom, para depois serem colocados no mesmo vidro onde estão os espermatozoides.

Depois disso, os embriões obtidos são cultivados sob o acompanhamento do médico por um período de três a cinco dias, quando são recolocados no útero. Feitas essas etapas, a gestação deve seguir o curso natural, quando os embriões colocados no aparelho reprodutor feminino se fixam e ocorre o desenvolvimento do feto.

Gostou das dicas de saúde? Então deixe um comentário! E não esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
gravidez
mulher
espermatozoides
fecundação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ