Mulher

27/10/2015 04:26 - Atualizado em 03/12/2016 09:39

Dispareunia causa dor durante o ato sexual

Mais comum entre as mulheres, o quadro possui diferentes causas, que dependem de diagnóstico médico.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Seja com um leve desconforto ou até uma sensação mais aguda, a dispareunia é capaz de acabar com todo o clima e transformar o que era prazer em preocupação e desinteresse.

Identificada pela presença da dor durante o sexo, essa disfunção é mais comum entre as mulheres, mas nem por isso os homens estão livres de seus efeitos. É o que alerta a ginecologista e obstetra Juliana Lelis Amato. Conheça as causas para o problema e saiba como tratá-lo.

casal na cama com mulher preocupada com sua dispareunia

Causas da dispareunia

Como não se trata de uma doença, mas sim de um sinal clínico, a dispareunia pode aparecer a partir de diferentes causas. Entre as mais comuns, Juliana destaca as vulvovaginites - popularmente conhecidas como corrimentos -, infecções urinárias e de uretra e foliculite na parede vaginal.

Pode acontecer ainda por conta de endometriose, doença inflamatória pélvica, cistos ovarianos, alergias e diminuição da lubrificação vaginal - que acontece na menopausa, por exemplo. Além disso, mesmo questões psicológicas, como o sentimento de culpa, podem provocar a presença da dor no momento do sexo.

Já entre os homens, as causas mais frequentes são a presença de fimose, prostatismo, uretrites e também de infecções localizadas na região da pele peniana.

Saiba Mais
Prepare um poderoso chá para infecção urinária
Corrimento vaginal pode ser sinal de candidíase
Falta de lubrificação vaginal gera dor e incômodo na relação sexual

Dispareunia aparece com outros sintomas

O principal sintoma ligado à dispareunia é a presença da dor, que pode acontecer não apenas durante o ato sexual, mas também pouco antes e depois, tanto na entrada da vagina quanto dentro dela.

Ainda assim, a dispareunia pode aparecer associada a outros sinais. Entre eles, Juliana cita contração involuntária da pelve, corrimento (quando ligada a uma inflamação pélvica) e secura vaginal (no caso de mulheres que estejam na menopausa ou amamentando).

Feita a identificação entre causa e sintomas, o ginecologista pode pensar em um tratamento individualizado, que possa ser eficaz na situação específica que gerou o quadro de dor e desconforto.

“Como medidas gerais, é indicado o uso de lubrificantes vaginais à base de água, com o intuito de diminuir o atrito durante a relação sexual, e mudança de posição durante o ato sexual, na que mais seja confortável para o casal, permitindo à mulher um controle maior durante a relação”, sugere Juliana.

Já entre as causas mais específicas da dispareunia, o tratamento pode exigir acompanhamento psicológico, uso de antibióticos - caso exista alguma infecção - e até mesmo pequenas cirurgias, quando a dor aparece por conta de alguma causa anatômica.

E aí, tirou suas dúvidas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde que o Vivo Mais Saudável traz para você.

TAGS
endometriose
dor no sexo
vulvovaginite
inflamação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ