Mulher

21/03/2016 01:00 - Atualizado em 06/12/2016 08:25

Descubra o que é amenorreia e por que ela acontece

Calma! Ausência de menstruação não significa que você está grávida.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Muitas mulheres já ouviram falar, porém poucas sabem o que é amenorreia. Tratam-se de períodos em que, mesmo estando em idade reprodutiva, as pacientes não menstruam.

A causa mais comum é a gravidez, mas, se esse não é seu objetivo no momento, não se desespere. Há outras explicações para esse problema, sendo importante conhecê-las para evitar emoções precipitadas. Confira a seguir.

mulher não sabe o que é amenorreia e se deita acariciando a barriga, preocupada

O que é amenorreia e quais são as causas?

Amenorreia é a ausência de menstruação. Para ser diagnosticada com esse problema, a mulher deve ter perdido três ciclos menstruais consecutivos. Entram nessa classificação também as meninas que, aos 15 anos, ainda não iniciaram o ciclo menstrual.

Justamente por essa diferença de grupos, a condição é classificada em primária e secundária. A primária ocorre quando a menstruação não vem durante a puberdade. A secundária é quando a mulher que normalmente menstrua deixa de fazê-lo. E há vários motivos capazes de explicar o aparecimento desse problema.

As malformações congênitas, como bloqueio do colo do útero ou até mesmo útero ausente, podem ser a razão da amenorreia primária. Há também condições genéticas em que os ovários da mulher se desenvolvem de forma anormal.

Para explicar a amenorreia secundária, existem outras possibilidades. Muitas vezes, infecções, cirurgias e tumores são as causas. Os hormônios também são comumente identificados como os culpados – afinal, eles que controlam o ciclo menstrual.

Flutuações hormonais também possuem muitas causas: perda extrema de peso, amamentação, menopausa, estresse, excesso de exercícios, problemas de tireoide ou hipófise, tudo contribui. Um estudo do Annals of Internal Medicine sugere que os níveis de cortisol elevados em exercício estão associados ao problema.

É possível também que problemas crônicos de saúde estejam por trás da amenorreia. Fibrose cística, síndrome do ovário policístico e câncer podem explicá-la. É que, às vezes, os medicamentos usados para tratar os distúrbios acabam perturbando o ciclo habitual, assim como anticoncepcionais, corticosteroides, antipsicoticos, antidepressivos e antialérgicos

Quais são as opções de tratamento?

Para tratar a amenorreia, é preciso identificar a causa subjacente. Muitas vezes, pílulas anticoncepcionais ou terapias hormonais são capazes de reiniciar o ciclo menstrual. Quando é o estilo de vida o problema - devido a exercícios em excesso ou dieta restritiva, por exemplo -, basta adequar alguns hábitos para trazer os períodos de volta.

Em casos mais complexos, a abordagem é um pouco diferente. Pessoas com disfunção da tireoide podem perder a menstruação, e nessas situações o tratamento com tiroxina geralmente funciona. Quando há excesso de peso em razão da síndrome do ovário policístico, geralmente recomenda-se o emagrecimento controlado – ou seja, sob supervisão de médico ou nutricionista.

Se o profissional de saúde determinar que a amenorreia foi causada por estresse emocional ou mental, a terapia psicológica provavelmente será recomendada. Quando se trata de amenorreia primária e os órgãos genitais não estão suficientemente desenvolvidos, talvez o tratamento cirúrgico seja necessário.

Vale dizer que tratar esse problema é bastante importante. Há várias complicações que podem se seguir a ele, como a infertilidade, por exemplo. Além disso, quando ele é causado por baixos níveis de estrogênio, há um aumento no risco de osteoporose, o enfraquecimento dos ossos.

Entendeu o que é amenorreia? Então aproveite para compartilhar o artigo com suas amigas! E não se esqueça de acompanhar outras dicas de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
hormônios
tireoide
menstruação atrasada
ovário

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ