Mulher

05/04/2016 12:00 - Atualizado em 28/11/2016 11:13

Descubra as consequências do estresse na gravidez

A pressão constante pode colocar o seu bebê em risco.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Trazer uma nova pessoa ao mundo não é tarefa fácil. A mulher se preocupa com tudo, dos alimentos que come até o futuro da criança. Por isso, é normal apresentar algum nível de estresse na gravidez.

Acontece que, se ele se torna constante, os efeitos que o problema tem sobre a mãe e o bebê podem ser duradouros – e até mesmo perigosos, em alguns casos. Continue a leitura e descubra como manter uma gravidez tranquila e sem riscos.

mulher com estresse na gravidez sentada no sofá

Estresse na gravidez pode prejudicar o bebê

A gravidez pode ser desgastante não só devido às mudanças físicas, mas também porque a preparação para se tornar mãe exige bastante do emocional de uma mulher. O estresse faz com que o corpo libere hormônios em resposta à ameaça que percebe; quanto maior o nível de preocupação, mais hormônios são produzidos.

Pois o estresse na gravidez é capaz de afetar o bebê depois de 17 semanas de gestação, com efeitos potencialmente nocivos sobre o cérebro e o desenvolvimento do feto. Uma pesquisa divulgada no Clinical Endocrinology Journal aponta que os reflexos mais perceptíveis foram redução do QI do recém-nascido e um aumento no risco de parto prematuro.

Outro estudo, publicado no American Journal of Obstetrics and Gynecology, em 1999, também relevou que mulheres que davam a luz prematuramente relatavam altos níveis de estresse.

Vale saber, ainda, que os hormônios produzidos em resposta a esse estado são capazes de enfraquecer o sistema imunológicoCom isso, alguns especialistas acreditam que o estresse constante na gravidez possa predispor o bebê a doenças do coração, obesidade e diabetes tipo 2. E isso também vale para a mãe, já que o problema é capaz de exacerbar essas condições de saúde.

Como lidar com o estresse na gravidez

É possível garantir uma gestação mais tranquila e longe do estresse com algumas mudanças na rotina e no estilo de vida. Veja algumas delas:

Fale sobre isso

Conversar sobre suas preocupações ajuda a aliviar um pouco a ansiedade. Explique seus sentimentos para seu parceiro ou para o médico.

Cuide de si mesma

Proteja seu corpo e seu bem-estar mental. Coma alimentos saudáveis, beba muita água e faça algum exercício suave.

Descanse

Permita-se descansar. A gravidez pode ser cansativa, sendo importante colocar os pés para cima sem se sentir culpada. Mime-se com uma revista ou um longo banho e tire algum tempo para você.

Avalie seu estilo de vida

Há tarefas que você tem achado mais difíceis, agora que está grávida? Pense sobre o trajeto para ir ao trabalho, a vida social intensa ou as responsabilidades. Estão atrapalhando? Identifique essas áreas que causam estresse e tente criar algum equilíbrio para ajudar no bem-estar geral.

Caso nada disso adiante e você se sinta incapaz de lidar ou gerir o estresse por conta própria, é importante consultar um médico. Algumas mulheres experimentam depressão durante a gravidez – e que há tratamento para isso.

Gostou do artigo? Então aproveite para compartilhar as informações com outras futuras mamães! E não se esqueça de conferir outras novidades de saúde e bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
gestação
saúde emocional
desenvolvimento do feto
ansiedade

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ