Mulher

05/11/2015 01:32 - Atualizado em 10/01/2017 11:02

Corrimento amarelado é sintoma de doenças venéreas

Mulheres com infecção vaginal podem sentir coceira e ardência na região.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Não pense que um corrimento amarelado é normal. A secreção pode ser sintoma de alguma doença venérea ou de outro tipo de infecção. Segundo a ginecologista Ana Luiza Berwanger, esses problemas geralmente são simples de identificar e de tratar.

A médica também esclarece que nem toda secreção encontrada nas roupas íntimas significa infecção, sendo que outros sintomas devem ser observados para o correto diagnóstico e a consequente recomendação de tratamento. Por isso, é importante estar atenta ao próprio corpo. Saiba mais sobre as causas para o corrimento amarelo e veja o que fazer.

mulher com corrimento amarelado

Corrimento amarelado X corrimento “normal”

Os principais traços que indicam infecção são "odor forte, coceira ou ardência vaginal e dor durante a relação sexual”, explica Ana Luiza. Nesses casos, a mulher deve procurar o seu ginecologista e relatar tudo o que estiver sentindo.

De acordo com a especialista, o corrimento considerado "normal" nada mais é que a secreção vaginal fisiológica, que propicia a lubrificação do órgão sexual entre a primeira menstruação e a menopausa. “Essa secreção deve ser clara ou transparente. Não deve ter odor, nem causar desconforto vaginal”, comenta.

A secreção varia de acordo com a fase do ciclo menstrual, ficando mais espessa e abundante durante o período da ovulação. Para algumas mulheres, porém, a quantidade pode ser maior em qualquer uma das etapas do período, sem significar qualquer tipo de doença.

Agora, ao contrário da secreção normal, o corrimento amarelado pode vir acompanhado de outros sintomas. Sempre que a mulher perceber a presença de manchas na calcinha com características diferentes daquelas da secreção fisiológica, “deve procurar o seu ginecologista para que seja examinada e, se for o caso, tratada”, adverte Ana.

Saiba Mais
Calcinha de algodão previne acne no bumbum; veja 7 dicas
Coletor menstrual substitui o absorvente descartável
Doença inflamatória pélvica causa dores e secreção vaginal

Tratamento para o corrimento amarelado

O tratamento, segundo a médica, depende do tipo de germe causador da infecção. Medicamentos são receitados assim que a causa for identificada. “Os mais são comuns são prescritos em comprimidos via oral para a paciente e também para o parceiro, em alguns casos, ou então cremes para uso vaginal, seja interna ou externamente”, descreve.

Para evitar incômodos e não prejudicar a saúde e a vida íntima do casal, a limpeza correta da vagina deve ser realizada diariamente. Confira alguns cuidados básicos que você deve tomar no dia a dia:

- Aposte em roupas mais leves: elas deixam a região vaginal menos abafada e impedem a proliferação de bactérias

- Escolha calcinhas de algodão: esse tecido absorve o suor, ajudando a evitar infecções

- Use um sabonete especial: o ginecologista pode indicar qual é o melhor produto para a região íntima

- Limpe-se corretamente: o papel higiênico deve ser utilizado em movimentos a partir da vagina em direção ao ânus, nunca o contrário.

Gostou das dicas de saúde? Conte para nós! E aproveite para conferir outras novidades para o seu bem-estar aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
infecção vaginal
calcinha
dst
lubrificação

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ