Mulher

30/09/2014 08:41 - Atualizado em 10/11/2016 01:30

Conversando com família e amigos sobre o diagnóstico de câncer de mama

Por Luciana Holtz , psico-oncologista da Ong Oncoguia.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Além de contar com o apoio de amigos e familiares, você pode sentir a necessidade de procurar alguém "de fora” para conversar. Um padre, médico, enfermeiro, psicólogos, ONGs ou até mesmo outras mulheres que estejam passando pela mesma fase. Não importa quem. O importante é ter alguém com quem você possa contar e se sinta seguro para falar abertamente sobre a doença.

  • Decida: para quem e como você vai contar? Planeje a conversa. Decida quais pessoas você pode contar por telefone e quais você precisará contar pessoalmente. As reações são as mais variadas possíveis. Esteja preparado para isso e para as perguntas que podem ser feitas;
  • Peça e aceite ajuda - Diante da notícia do diagnóstico, muitos amigos e familiares podem te perguntar se há algo que possam fazer para ajudar. Faça uma lista das tarefas que precisarão ser redistribuídas e converse com cada um sobre as possibilidades, mesmo que seja apenas para dar uma atenção extra para seus filhos;
  • Mantenha-os atualizados - Por mais que você não possa ligar ou visitar cada um com tanta frequência, dê um jeito de deixar os amigos e familiares sempre a par do seu tratamento e suas evoluções, mesmo que seja pela internet;
  • Estabeleça limites - Apesar das boas intenções, o carinho e a preocupação dos amigos e familiares podem acabar lhe cansando. Se sentir que está sendo muito para você, converse com eles e estabeleça dias e horários para visitas e telefonemas;
  • Não se aborreça - Mesmo com boas intenções, alguns amigos e familiares podem falar coisas que você prefere não ouvir, contar histórias sobre outras pessoas que tiveram câncer que você não quer escutar, ou até mesmo dar dicas e conselhos clichês. Saiba que não é por mal, as intenções provavelmente são as melhores. Não se aborreça, apenas tente deixar de lado e foque naqueles que fazem com que você se sinta melhor;
  • Lembre-se: você não precisa contar para todo mundo - Apesar de ser importante contar para os mais chegados, você não precisa falar da sua doença para qualquer pessoa. E, mesmo que acabe contando, não precisa mantê-los sempre atualizados.
TAGS
cancer de mama
como contar
diagnostico cancer
Outubro Rosa
psicóloga
apoio da familia
apoio dos amigos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ

Veja Também