Mulher

27/08/2014 02:00 - Atualizado em 05/12/2016 03:42

Conheça os tipos de parto existentes e faça sua escolha

Veja as vantagens e desvantagens dos principais tipos de parto utilizados atualmente.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você é uma futura mamãe e está em dúvida sobre os tipos de parto que poderá ter? Então confira nosso pequeno guia sobre o assunto e decida qual é a melhor forma de trazer o pequeno ao mundo.

Tipos de parto normal

O parto normal costuma ser o preferido da maioria das mulheres pelo cunho de humanização que ele representa em um primeiro momento, e é o jeito mais natural tanto para mãe quanto para o bebê.

tipos-de-parto

O parto normal consiste no processo natural que ocorre entre a 37ª e a 40ª semana de expulsão tanto do bebê quanto da placenta por meio do canal vaginal. Para que isso aconteça, no entanto, é necessário que o corpo envie sinais de que está pronto, bem como haja a dilatação necessária para que o bebê saia de forma natural.

Entre as vantagens do parto normal é que ele é dos tipos de parto cuja recuperação é mais rápida e também menos dolorosa. Além disso, o aleitamento logo após o nascimento possibilitado pelo parto normal aumenta a imunidade do bebê e estreita os laços entre mãe e filho.

Já em termos de desvantagens, é importante destacar a dor no períneo provocada pela pressão exercida pela cabeça do bebê sobre a região. Também pode acontecer de ser necessária a prática da episiotomia, que consiste em um pequeno corte na região muscular entre a vagina e o ânus, para facilitar a passagem do bebê.

Parto de cócoras

Tende a ser um parto mais rápido devido à força da gravidade agindo em favor da mãe. Sua diferença para o parto normal tradicional é que a mãe fica de cócoras ao invés de deitada. No entanto, esse tipo de parto só é indicado caso o bebê esteja na posição cefálica, ou seja, com a cabeça para baixo.

Parto na água

Erroneamente confundido com o parto humanizado. No entanto, parto humanizado não deve ser considerado um dos tipos de parto e sim uma prática de humanização que garante liberdade de escolha para a mãe. O parto na água é recriação do ambiente com o qual o bebê está acostumado no útero, em uma banheira com água quente.

Como o bebê segue respirando pelo cordão umbilical por alguns segundos após o nascimento, não há risco de afogamento caso o parto seja conduzido por profissionais habilitados. Para a mãe, a água quente pode atenuar as dores e o cansaço do trabalho de parto, ajudando a relaxar e a tornar a experiência mais prazerosa.

Cesariana é um dos tipos de parto mais utilizados

O parto cesáreo consiste no procedimento cirúrgico de retirada do bebê, por meio de uma incisão abdominal e na parte inferior do útero. O procedimento é realizado mediante aplicação anestésica na mãe.

Sua indicação é feita quando existe algum fator que impeça o parto normal, como a posição do bebê ou problemas de saúde no fim da gestação, como pré-eclâmpsia ou diabetes. Caso a mãe tenha problemas de coluna ou no quadril, a cesariana também é indicada. Essa é a grande vantagem do procedimento: garantir segurança em situações aparentemente desvantajosas no momento do parto.

Em termos de desvantagens, o da cesariana está no fato de que ela deve ser tratada como qualquer outra cirurgia, sendo assim há risco de infecção, hemorragia e até mesmo acidentes cirúrgicos. A cicatrização também pode apresentar problemas, como a formação de queloides ou hérnias.

TAGS
gravidez
parto humanizado
parto
bebê

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ