Mulher

02/07/2014 09:00 - Atualizado em 09/11/2016 08:19

Carne vermelha pode ser uma das causas do câncer de mama, diz estudo

Causas do câncer de mama não são totalmente conhecidas, mas fatores genéticos têm grande influência.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Você sabia que o consumo exagerado de carne vermelha pode ser uma das causas do câncer de mama ? É o que aponta um estudo de pesquisadores da Universidade de Harvard.

Carne vermelha entre as causas do câncer de mama?

O estudo dos acadêmicos americanos não é conclusivo, mas merece atenção. Dados de mais de 88 mil mulheres com idades entre 26 e 45 anos foram analisados.

Foto: Shutterstock

Foto: Shutterstock

Elas preencheram a pesquisa pela primeira vez em 1991 e foram classificadas em dois grupos: um que nunca comia carne vermelha ou consumia apenas uma vez por mês, e outro no qual as mulheres consumiam o alimento diariamente, em várias porções.

A pesquisa revelou que a incidência de câncer de mama começou a se revelar a partir do 12º ano do acompanhamento, o que gerou um modelo estatístico que diz que entre as mulheres que comem mais carne vermelha houve um acréscimo de 6,8 casos para cada 1 mil mulheres nos 20 anos do estudo.

Os números não significam que comer carne vermelha origine um tumor. Com base nesses dados, no entanto, pode-se considerar a ingestão desse alimento entre as possíveis causas do câncer de mama ou, pelo menos, um dos fatores envolvidos na origem da doença.

Outras causas do câncer de mama

Existem outros fatores de risco para o aparecimento do câncer de mama. Um deles é o histórico familiar: se você tiver parentes próximos com câncer de mama, aumentam as suas chances de desenvolver o tumor também.

A idade é outro fator a ser levado em conta. As maiores vítimas são mulheres entre 40 e 69 anos, porque nesse período a exposição ao hormônio estrógeno está no auge. Essa exposição também é prolongada no caso de mulheres que tiveram a primeira menstruação muito cedo, com 9 ou 10 anos, ou a menopausa tardia. 

Outras possíveis causas do câncer de mama podem ser o colesterol alto (já que a gordura serve como matéria prima para o estrógeno), a obesidade, ausência de gravidez e lesões na mama não relacionadas ao câncer. Além disso, quem já teve um tumor na mama tem mais chances de desenvolver um novo câncer.

Substituindo a carne vermelha

Seja como for, é sempre melhor prevenir do que remediar, não? Veja algumas alternativas para substituir a carne vermelha (ou reduzir seu consumo) no ganho de proteínas na sua dieta:

Arroz integral: é uma ótima fonte de proteínas, cerca de 2,5%, mas não na versão completa. Por isso, deve ser consumido com outros alimentos ricos em proteínas para fornecimento de todos os aminoácidos necessários ao corpo.
 
Ervilhas: possuem cerca de 5% de proteínas. Essa propriedade é mantida no alimento fresco, congelado ou em conserva. A proteína contida, no entanto, também não é do tipo completo, e por isso as ervilhas podem ser combinadas com outros alimentos fontes de proteína.

Beterraba: apenas seis delas correspondem ao consumo de um filé de frango, considerando-se a quantidade de proteínas completas. É ainda alimento de baixa caloria, rico em antioxidantes, especialmente os que beneficiam o fígado.

Aveia: cada porção fornece 3% de proteínas completas ao corpo. Para o organismo receber a mesma quantidade presente em um filé de frango seria necessário consumir 11 porções, para efeito de comparação.

Grão-de-bico: a quantidade de proteínas contida no alimento chega a 23%. Apesar do alto índice, elas não são do tipo completo e, por isso, precisam ser combinados a outros, como arroz integral ou ervilhas, para fornecimento de todas as substâncias que o corpo precisa.

Gostou do texto ? Deixe seu comentário! 

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ