Mulher

03/10/2014 07:48 - Atualizado em 03/12/2016 10:21

Câncer nos seios: Saiba mitos e verdades sobre a doença

Não são apenas fatores genéticos que determinam o câncer nos seios.

POR

Redação

  • +A
  • -A

O câncer nos seios é uma das doenças que mais matam mulheres no Brasil. Apesar de campanhas de conscientização como o Outubro Rosa, muitas pessoas ainda não conhecem a fundo essa enfermidade. Por isso, é hora de desvendar os mitos e verdades sobre o assunto.

Vamos lá?

cancer-nos-seios

As verdades sobre o câncer nos seios

Segundo levantamento do Instituto Nacional do Câncer, cerca de 30% dos casos de câncer poderiam ser evitados com a adoção de estratégias eficientes para sua prevenção. O problema é que nem sempre as pessoas conhecem direito a doença e, assim, acabam não tomando os cuidados necessários para a prevenção.

Nem sempre o conhecimento popular possui as respostas certas para a sua dúvida. Existem algumas informações difundidas a respeito do câncer de mama que não condizem com a realidade.

Então, conheça os mitos e verdades a respeito da doença e direcione as suas ações cotidianas para uma prevenção mais eficaz:

- Histórico familiar

O câncer, de forma geral, é uma doença com forte caráter genético. Mulheres que possuem histórico de câncer nos seios devem dar mais atenção aos cuidados, já que possuem 80% mais chances de desenvolver a doença. “Parentes de primeiro grau são os mais relevantes, especialmente se desenvolveram a doença enquanto jovens”, explica o oncologista Bruno Pozzi.

- Obesidade e alimentação

As dietas balanceadas e a busca por diminuir a quantidade de gordura corporal não são apenas necessidades estéticas. Pessoas obesas possuem tendência maior a desenvolver câncer nas mamas. A ingestão de álcool também pode constituir fator de risco. “O consumo crônico de álcool está relacionado ao aumento da incidência da doença”, revela Pozzi.

Além disso, é possível prevenir o surgimento do câncer nos seios através da alimentação. Frutas vermelhas, alho, chia, peixes ricos em ômega 3 – sardinha, atum e salmão – e oleaginosas, como nozes, castanhas e amêndoas, são alimentos que devem constar na dieta de quem preocupa-se com o câncer.

- Mamografia

Ela é, sim, o melhor método de obter um tratamento bem sucedido para o câncer de mama. É um exame oferecido pelo SUS e que deve ser feito anualmente a partir dos 35 anos de idade, faixa etária em que o risco da doença aumenta. A periodicidade do exame permite que os tumores sejam detectados ainda na fase inicial de desenvolvimento e atacados antes que se espalhem.

Os mitos sobre o câncer nos seios

- Sutiã e desodorante

Ao contrário do que muitas pessoas dizem, usar sutiãs durante muito tempo ou fazer uso de desodorantes e antitranspirantes não constitui risco para o surgimento de câncer nos seios. Os sutiãs ajudam na sustentação das mamas, diminuindo as possíveis dores do período menstrual. Sobre os desodorantes, existem estudos que os relacionam a algumas intoxicações, mas não com o câncer.

- Silicone

Muitas pessoas deixam de implantar as próteses de silicone pois ouviram dizer que elas aumentam os riscos de desenvolver câncer. Mito. Não há nenhuma relação causal entre o câncer e as próteses. A única possível ligação entre um e outro é que o silicone dificulta a detecção do câncer nos exames de mamografia, pois servem como barreira na imagem.

- Nódulos

Quando alguém fala em câncer nos seios, muitos pensam imediatamente em nódulos. A maior parte dos casos de câncer de mama causa o surgimento de caroços nos seios, mas nem sempre é assim. Portanto não deixe de fazer a mamografia e de consultar o médico apenas porque você não sentiu nódulos no exame de toque.

Da mesma forma, nem todos os nódulos são causados pelo câncer. Caso você faça o autoexame e sinta um pequeno caroço, procure o médico e faça mamografias e ecografias mamárias, mas não se desespere. A maioria dos nódulos que surgem são benignos.

Gostou das nossas dicas com as verdades e mitos sobre o câncer nos seios? Então participe da nossa discussão no Facebook e dê sua opinião sobre o tema.

TAGS
câncer
saúde da mulher
câncer de mama
Outubro Rosa

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ