Mulher

15/01/2016 12:00 - Atualizado em 09/12/2016 12:35

Ardência na vagina precisa ser tratada: Veja como

Sintoma pode ser sinal de estresse, alergias ou doenças mais graves.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Quando você constata que está com ardência na vagina, a dica é analisar bem os sintomas para poder relatá-los ao médico. Esse desconforto tem cura e pode estar associado a vários aspectos que desencadeiam o quadro.

Se é a primeira vez que você identifica a sensação, confira as informações abaixo e tire suas dúvidas. Pare para pensar e seja muito honesta com você mesma. A maioria dos casos de candidíase, por exemplo, é consequência de estresse e de hábitos prejudiciais ao organismo.

mulher com ardência na vagina se consulta com médica

Estresse causa ardência na vagina

Quando a patologia fica se repetindo, é muito provável que o seu sistema imunológico esteja pedindo ajuda. Escute-o. A maneira de ele avisar que está abalado é ficando doente.

Como um termômetro, ele mede as suas defesas. O batalhão que protege seu corpo - e sua vagina - sofre baixas quando você não se alimenta de maneira adequada, vive de forma sedentária, está rotineiramente estressada, dorme poucas horas ou está infeliz. Aí vem a pergunta mais importante: quem está enferma: a sua genitália ou você?

Resumindo, a ardência na vagina é uma consequência do seu estilo e das suas escolhas de vida. A boa notícia é que você pode fazer uma revolução e acabar com esse incômodo.

Outras patologias que levam ao problema

Além de adotar um estilo de vida mais saudável, vale a avaliação do ginecologista. Alie a indicação médica à sua revolução para que essa mudança de comportamento tenha resultados positivos! A seguir, você confere as principais patologias que causam ardência na vagina e como elas devem ser tratadas.

Candidíase

É causada por fungos que se alojam na região genital e aparece com a queda da imunidade. Ela pode surgir após o uso de antibióticos, anticoncepcionais, imunossupressores e corticoides. Também costuma ocorrer na gravidez.

A candidíase ainda é identificada por complicações decorrentes do diabetes ou de alergias e também após a infecção por HPV. Além da ardência vaginal, apresenta corrimento branco, coceiras e dor durante as relações sexuais.

O tratamento deve ser indicado por ginecologista. Geralmente, o médico prescreve pomadas locais e comprimidos antifúngicos.

Vaginismo

Causa contração vaginal durante o sexo e costuma ser decorrente de questões emocionais, como nervosismo e medo durante a relação sexual. A ardência na região íntima é uma das suas características, bem como dor no ato sexual. Uma das consequências é o surgimentos de infecções variadas.

O tratamento deve ser feito pelo ginecologista em conjunto com terapeutas.

Saiba Mais
Camisinha feminina é opção na prevenção de DST
Falta de lubrificação vaginal gera dor e incômodo na relação sexual
Doença inflamatória pélvica causa dores e secreção vaginal

Gardnerella

É acarretada por bactérias que causam a vaginose. Os sintomas da doença são corrimento amarelo ou cinza, bolhas na região. ardência vaginal,  cheio ruim após o sexo e dor. Relações sexuais sem proteção podem originar a patologia. Alterações na flora vaginal também propiciam a vaginose. O tratamento costuma ser à base de antibióticos específicos.

Preservativo

A alergia à camisinha pode ser prevenida com o uso de preservativos hipoalergênicos. Dependendo do tamanho e da intensidade da reação alérgica, a vagina também pode apresentar pequenos cortes.

Lubrificação

Por fim, a falta de lubrificação causa ardência vaginal. Cheiro ruim após o sexo é um dos sintomas relacionados. Nesse caso, aposte nos lubrificantes à base d'água vendidos em farmácias.

Tirou suas dúvidas? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
corrimento
dor no sexo
ardência vaginal
candidíase

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ