Mulher

19/09/2014 11:46 - Atualizado em 02/12/2016 11:15

Aprenda como escolher um anticoncepcional em 4 dicas

Veja a seguir como escolher um anticoncepcional certo para você sem ter problemas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A principal função do anticoncepcional é evitar a gravidez indesejada, mas ele também pode trazer outros benefícios para a saúde da mulher. Existem diversos tipos de medicamentos contraceptivos e as diferenças estão desde as substâncias contidas até a sua forma de de consumo.

como-escolher-um-anticoncepcional

Importância de como escolher um anticoncepcional

Os métodos possuem quantidades de hormônios diferentes e cada um responde de uma forma no organismo de cada mulher. Com isso, a escolha deve ser feita de acordo com as características individuais da pessoa, só assim é possível saber como escolher um anticoncepcional adequado.

Entre os tipos mais comuns e indicados estão o anticoncepcional oral, a injeção e o DIU. E dentro de cada um desses tipos também existe distinção nas suas composições, sendo direcionados para diferentes perfis de mulheres.

Como escolher um anticoncepcional

Entre o que deve ser levado em conta na hora de escolher o anticoncepcional estão a dificuldade de adaptação, os efeitos colaterais, o controle da menstruação e os efeitos sobre a pele. Esses são alguns exemplos de critérios que devem ser discutidos entre médico e paciente quando for tomar a decisão. Veja a seguir algumas dicas que vão te ajudar nessa tarefa.

1. Orientação médica

A principal dica de como escolher um anticoncepcional é consultar um ginecologista e não seguir a indicação de amigas ou parentes. Só um médico pode avaliar o melhor tipo de medicamento através de consultas e exames específicos. Essa orientação é importante e necessária para que o medicamento contraceptivo seja utilizado corretamente e de forma adequada ao organismo de cada pessoa.

2. Não compre genéricos

Outro ponto importante que deve ser considerado é comprar exatamente o anticoncepcional que foi receitado pelo seu médico. Não escolha uma versão genérica ou similar, por mais que sejam medicamentos que possuam a mesma função do remédio indicado na receita. É preciso ter atenção, porque em alguns casos a composição não é a mesma e os resultados podem ser prejudicados.

3. Restrição médica ou doença

Nem todas as mulheres podem tomar todos os tipos de anticoncepcional. Existem algumas contraindicações hormonais e até genéticas que é preciso levar em conta, principalmente quando a mulher é obesa, tem histórico familiar de doenças ou é fumante.

Para aquelas pessoas que possuem doenças hepáticas, antecedentes de trombose, câncer de mama, câncer de útero e câncer de ovário, a pílula não é recomendada. E para os problemas de circulação, é indicado uma avaliação mais precisa. Em casos como esses, os médicos podem recomendar anticoncepcionais de baixa dosagem, com menos hormônios e menos efeitos sobre a circulação.

4. Motivo que vai usar

Outra dica para saber como escolher um anticoncepcional é levar em conta os motivos pelos quais você vai usar o medicamento. Em muitos casos as mulheres estão procurando um anticoncepcional para, além de prevenir a gravidez, também fornecer outros benefícios.

Algumas pílulas, por exemplo, foram desenvolvidas também para regular o ciclo menstrual, melhorar a acne e a oleosidade da pele, aliviar os sintomas da TPM e até mesmo diminuir a quantidade de pelos no corpo.

Gostou das nossas dicas de como escolher um anticoncepcional? Então deixe um comentário e acompanhe nossa página no Facebook para ficar ligado em todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
gravidez
anticoncepcionais
TPM

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ