Homem

05/01/2016 10:00 - Atualizado em 06/12/2016 12:50

Veja como se prevenir da balanopostite por cândida

Inflamação é causada pelos mesmos fungos que provocam a candidíase.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Irritações, edemas e alergias no pênis são alguns dos sintomas da balanopostite por cândida, uma inflamação que acontece no prepúcio e na glande do pênis. Para tratá-la, é necessário consultar um urologista e deixar de lado qualquer solução caseira. E para preveni-la, higiene adequada dos genitais e preservativo na relação sexual.

Balanopostite por cândida exige boa higiene

Geralmente, os homens mais afetados pela balanopostite são aqueles que já apresentam um quadro de fimose, quando a pele que recobre a cabeça da genitália não consegue deixá-la totalmente exposta. Costuma surgir em função de maus hábitos de higiene íntima

Quando a origem está no fungo causador da candidíase, a inflamação leva o nome de “balanopostite por cândida”. Abaixo, saiba mais sobre as formas de prevenção e descubra qual é o tratamento para esse processo inflamatório.

Curar a balanopostite por cândida exige uma rotina de higiene adequada. O uso de sabão neutro para lavar os genitais é fundamental. Chás de camomila durante o banho também ajudam na recuperação e prevenção, acalmando a coceira e irritação ocasionadas pela inflamação. Esse tipo de tratamento deve ser realizado sob supervisão médica.

Tanto a falta de higiene como a preocupação excessiva com a limpeza podem ser perigosas. Algumas substâncias encontradas em sabonetes e cremes podem irritar o pênis e levar ao desenvolvimento da inflamação.

No caso da balanopostite por cândida, a causa é o fungo da candidíase, que pode ser sexualmente transmitida.

Balanopostite por cândida

Diferentemente dos homens, as mulheres parecem ter uma propensão genética à candidíase. De acordo com um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, elas teriam um sistema que as tornaria capazes de defender a vagina de inúmeros agentes infecciosos, menos de fungos. Assim, manter as genitálias limpas é requisito para ambos os sexos.

A boa higiene e o uso de preservativo são as formas mais eficazes de prevenir o problema, que pode provocar dores na relação sexual, queimação ao urinar, coceira, manchas vermelhas no pênis, inchaço e secreções.

Em seu portal, o médico Dráuzio Varella dá dicas para a higiene e prevenção:

- No banho, retraia todo o prepúcio para poder lavar completamente a glande

- Não esqueça de utilizar camisinha nas relações sexuais

- Após a relação, lave cuidadosamente o pênis

- Evite roupas íntimas de tecidos sintéticos para prevenir reações alérgicas

- Não permaneça com sungas ou roupas íntimas molhadas por muito tempo.

Tratamento da balanopostite por cândida

O tratamento para a balanopostite é bastante eficaz quando realizado rapidamente. Após identificado o micro-organismo que provocou a inflamação, o urologista geralmente receita antifúngicos e antibióticos tanto no homem quanto na pessoa com quem ele mantém relações sexuais. Quando o prepúcio é muito estreito, pode ser necessária uma cirurgia de fimose.

No banho, é sempre importante retrair o prepúcio e limpar a glande, removendo qualquer resquício de urina ou sujeira. Sem uma limpeza cuidadosa e a prevenção adequada, pode ocorrer quadro de balanopostite ou mesmo câncer de pênis.

Nada de tratamento caseiro

Diante desse cenário, não esqueça de consultar um urologista ao notar qualquer sinal, desconforto ou dor na região. Além disso, a adoção de soluções caseiras para o tratamento não é indicada.

E você, entendeu um pouco melhor o que é balanopostite por cândida e como evitá-la? Compartilhe e siga curtindo as dicas de saúde do portal Vivo Mais Saudável.

TAGS
higiene
saúde
higiene masculina
balanopostite

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ