Homem

30/10/2014 02:21 - Atualizado em 07/12/2016 05:34

Veja como é o tratamento para ejaculação precoce

Tratamento para ejaculação precoce busca acabar com problema ao combater as causas.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Estima-se que a ejaculação precoce atinja aproximadamente um terço dos homens sexualmente ativos. O problema é caracterizado pela ejaculação que ocorre logo após a penetração ou até mesmo antes dela, sem que o homem consiga controlar o processo.

Ainda envolta em tabus sexuais, a disfunção costuma afetar de forma significativa a vida do casal, podendo dar origem a complicações como baixa autoestima e insatisfação sexual. O tratamento para ejaculação precoce surte bons resultados, mas sua efetividade depende da dedicação do casal e do método empregado para sanar o problema.

tratamento-para-ejaculacao-precoce

Tabus envolvem ejaculação precoce

Para caracterizar a existência do distúrbio, é necessário que os acontecimentos sejam recorrentes, de modo que o homem não consiga satisfazer a parceira em pelo menos metade das relações sexuais. Em alguns casos, o problema pode ser provocado pelo fato de a mulher normalmente precisar de mais tempo para atingir o orgasmo.

Um dos empecilhos para a melhora na vida sexual e o combate ao problema é o receio por parte do homem em buscar o tratamento para ejaculação precoce. Embora a conscientização esteja se disseminando e mais homens deixem o orgulho de lado, pensando no melhor para o relacionamento, muitos ainda evitam tratar do tema e se recusam a procurar ajuda, por entender que isso significaria aceitar uma fragilidade diretamente associada à masculinidade. Afinal de contas, admitir que não consegue satisfazer sexualmente a parceira pode ser uma situação difícil de lidar para quem cresceu vendo a figura masculina como referência de força e virilidade.

Tratamento para ejaculação precoce

Embora ainda não se conheça a causa específica para a ejaculação precoce, é possível observar que a maioria dos casos é associada a problemas psicológicos, sendo a ansiedade o mais comum. Estresse, falta de confiança, medo, depressão e culpa também podem estar relacionados ao problema. Além disso, experiências traumáticas na infância ou causas patológicas, como condições vasculares, problemas neurológicos ou hipersensibilidade peniana podem estar entre as causas da ejaculação precoce.

Assim, a escolha pelo tipo de tratamento para ejaculação precoce vai depender do diagnóstico tão exato quanto possível, de modo a aumentar as chances de cura.

Os mais comuns são:

- Exercícios específicos

Acredita-se que alguns exercícios para o pênis podem ajudar na cura da ejaculação precoce, como a técnica do apertamento e do start-stop. O apertamento consiste em interromper o ato sexual e pressionar os testículos por um breve momento. O start-stop pode ser realizado por meio da masturbação: o método procura treinar a mente para os estímulos sexuais, interrompendo a masturbação antes de atingir o orgasmo e retomando-a em seguida.

- Psicoterapia

Quando o problema tem origens psicológicas, o tratamento mais indicado inclui psicoterapia e uso de antidepressivos que aumentam a quantidade de serotonina no cérebro. O objetivo do método terapêutico é reduzir o nível de ansiedade, tornando possível o controle da resposta ejaculatória.

- Cremes e géis retardantes

Vários fabricantes formularam cremes e géis de venda livre, criados para adormecer ligeiramente o pênis e permitir uma relação sexual mais prolongada. O método, no entanto, é pouco discreto, pode diminuir o prazer sexual do casal e está relacionado a problemas como falta de praticidade. O uso de camisinha pode ajudar para diminuir a sensibilidade de forma mais segura e prática do que os géis.

- Cirurgia

Embora seja um método com potencial para curar a ejaculação precoce, a cirurgia é o último recurso e só deve ser adotada em casos extremos de hipersensibilidade, pois consiste em reduzir os estímulos sensoriais do pênis. Além disso, o procedimento é invasivo e pode significar riscos à saúde.

Independentemente do tratamento para ejaculação precoce adotado, procurar ajuda e valorizar o prazer da vida a dois é o passo mais importante. Vale lembrar que o apoio da parceira é fundamental para que o problema seja vencido e a satisfação alcançada pelo casal de forma conjunta. Enquanto o problema persiste, no entanto, vale a pena dedicar-se a outras alternativas para alcançar o orgasmo, como o sexo oral.

E aí, gostou das dicas? Então deixe um comentário! E não esqueça de acompanhar nossa página no Facebook para receber todas as novidades do Vivo Mais Saudável.

TAGS
ejaculação precoce
tratamento
saúde do homem
saúde sexual

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ