Homem

14/03/2016 02:00 - Atualizado em 30/11/2016 05:33

Secreção e dor são sintomas da gonorreia

Se não tratada, a gonorreia pode afetar outros órgãos e causar a morte do paciente.

POR

Redação

  • +A
  • -A

Dores na região íntima podem ser sintomas da gonorreia. Essa doença sexualmente transmissível, também conhecida como blenorreia, é causada pela bactéria Neisseria gonorrheae e pode afetar tanto homens quanto mulheres. Em casos mais graves, pode até mesmo levar ao óbito.

Conheça os sintomas da gonorreia

A bactéria é transmitida pela relação sexual e, assim que instalada no canal da urina, já causa inflamação, infecção e corrimento purulento constante pela uretra. Outros sintomas perceptíveis são a presença de dor ao urinar, vermelhidão na região e ardor. Em homens, a doença costuma ter sinais mais perceptíveis que nas mulheres.

Em alguns casos, os sintomas da gonorreia são percebidos em 24 horas. Ao procurar um médico, é possível que o paciente tenha que responder se a secreção está manchando suas roupas íntimas e se ela lembra pus.

rapaz com sintomas da gonorreia vai ao médico

O período de incubação da bactéria é curto e a comprovação de contágio acontece por meio de exames laboratoriais baratos e indolores, que têm o resultado disponível em 15 minutos.

Nos homens, a evolução do quadro clínico ocorre quando não é realizado o tratamento adequado, de modo que a bactéria pode atingir os testículos e o epidídimo. Nesses casos, a infecção pode causar infertilidade.

A doença acarreta outros problemas, se alcança a corrente sanguínea. No público masculino, ao entrar em contato com o sangue, a bactéria pode se manifestar por meio de feridas na pele dos genitais, condição conhecida como gonorreia cutânea. Nas mulheres, ocorre a bartolinite - edemas nos pequenos lábios, que deformam a vagina.

Um motivo de preocupação relacionado à gonorreia é que, em alguns casos, ela é a porta de entrada para o HIV. As duas doenças são transmitidas da mesma forma e as feridas cutâneas provocadas pela blenorreia funcionam como um receptor e transmissor do vírus da Aids. A combinação dessas duas enfermidades acelera o processo de infecção e agravamento do quadro clínico do indivíduo.

Tratamento para a gonorreia

Apesar de o agente causador ter sido descoberto em 1879, a gonorreia ainda é motivo de preocupação. Em 2011, somente os Estados Unidos registraram mais de 300 mil casos confirmados dessa doença. No mesmo ano, o Centro de Controle e Doença americano alertou para tipos de gonorreia, conhecidos como “supergonorreia”, mais resistentes a antibióticos.

Atualmente, são usados no tratamento azitromicina e outros medicamentos. Além de seguir as prescrições médicas rigorosamente, indica-se utilizar preservativo nas relações sexuais.

Tirou suas dúvidas sobre os sintomas da gonorreia? Se você ainda tem alguma pergunta ou sugestão sobre o assunto, deixe um comentário abaixo. Se gostou do artigo, aproveite para compartilhar com seus seguidores nas redes sociais! E não se esqueça de conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
dst
bactéria
infertilidade
antibióticos

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ