Homem

13/02/2016 03:00 - Atualizado em 06/12/2016 10:37

Saiba como tratar a seborreia e acabe com os constrangimentos

A descamação da pele pode ser provocada por agentes externos, como o estresse.

POR

Redação

  • +A
  • -A

A seborreia, também chamada de caspa, não tem causa conhecida. Ela é uma doença crônica caracterizada pela inflamação da pele e apresenta sintomas desagradáveis, como descamação do couro cabeludo e muita coceira.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a dermatite seborreica pode aparecer em diversas regiões do corpo. Ela é principalmente diagnosticada no couro cabeludo, mas também pode se manifestar nas sobrancelhas, nas pálpebras, nos vincos do nariz, nos lábios, atrás das orelhas e no tórax.

Embora não se tenha certeza da causa, sabe-se que o problema pode ter origem genética ou ser provocado por agentes externos, como alergias, cansaço, estresse, clima frio ou excesso de oleosidade na pele. Além disso, a presença do fungo Pityrosporum ovale também pode desencadear as coceiras e as descamações.

homem com seborreia coça a cabeça

Sintomas da seborreia

A seborreia não é contagiosa, tampouco causada por falta de higiene. Em alguns casos, ela simplesmente acontece. Confira os cinco principais sintomas:

- Oleosidade na pele e no couro cabeludo

- Casquinhas brancas e amareladas que caem nos ombros e se prendem aos cabelos

- Coceira exagerada no couro cabeludo, que pode aumentar após o atrito dos dedos

- Vermelhidão na raiz dos cabelos

- Perda capilar.

Diagnóstico e tratamento da seborreia

O dermatologista é o médico responsável pela realização de exames como o micológico, a biópsia e o teste de contato. Eles são necessários para o diagnóstico correto da doença. É ideal que o paciente mantenha os cuidados para o tratamento e, também, para a prevenção de novos casos após a confirmação do quadro.

A seborreia pode ser tratada com o uso de cosméticos ou de medicamentos específicos. Para evitar novas manifestações, indica-se lavar os cabelos com mais frequência, com shampoos que contenham ácido salicílico, alcatrão, selênio, enxofre, zinco ou antifúngicos. Diminuir o uso de sprays, pomadas e géis nos fios também pode funcionar, além de evitar chapéus e bonés.

Ainda, deixar os banhos quentes de lado, secar totalmente o corpo após a ducha e optar por roupas secas e de tecidos como algodão pode impedir a proliferação dos fungos.

Diminuir o consumo de alimentos gordurosos e de bebidas alcoólicas, de acordo com a SBD, é outra medida a ser tomada. Como o estresse também pode desencadear crises de dermatite seborreica, deve-se controlá-lo, na medida do possível.

Dependendo do caso, o dermatologista pode indicar o uso de cremes e de pomadas com antifúngicos e corticosteroides. Por isso, se os sintomas forem recorrentes, é preciso procurar um médico para avaliar o quadro e verificar a solução mais adequada para o tratamento da seborreia.

Tirou suas dúvidas sobre a caspa? Deixe um comentário! E aproveite para conferir outras dicas de saúde aqui no Vivo Mais Saudável.

TAGS
caspa
dermatite seborreica
descamação
pele

Comentários

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

SERVIÇOS PARA VOCÊ